ANÚNCIO

Os gambás pigmeus, endêmicos da Austrália, são considerados os menores do mundo – e talvez os mais raros e fofos também. No início deste ano, eles tiveram seu principal habitat natural destruído devido a um incêndio.

Alguns especialistas chegaram a declará-los extintos na região, mas quase um ano depois, um grupo conservacionista revisitou a região atingida pelo fogo e descobriu uma pequena colônia de gambás pigmeus!

ANÚNCIO

Leia também: Cachorrinha pit bull verifica se bebê recém-nascido está bem todas as noites antes de ir dormir

Integrantes da ONG Kangaroo Island Land for Wildlife encontrou alguns espécimes na Ilha dos Cangurus enquanto conduzia pesquisas de campo. A entidade trabalha para conseguir uma recuperação parcial e total, após os incêndios florestais ocorridos no verão.

ANÚNCIO

Autoridades estimam que 211 mil hectares foram destruídos pelo fogo, afetando incontáveis espécimes de mamíferos e marsupiais. A ponta oeste da Ilha dos Cangurus, a área de proteção da selva de Ravine des Casoars e o Parque de Conservação Kelly Hill foram os mais atingidos pelas chamas.

ANÚNCIO

Apesar de todos os problemas que os incêndios trouxeram no final do ano passado e no início deste ano, esta incrível notícia é um vislumbre de esperança. De acordo com Pat Hodgens, uma ecologista da vida selvagem, a redescoberta foi inesperada – e muito comemorada por todos.

Essa espécie de gambá pesa apenas sete gramas, tornando seus avistamentos bastante estranhos e incomuns para biólogos e ecologistas.

Além desta descoberta notável, o grupo de conservação também conseguiu localizar mais de 20 espécies diferentes de vida selvagem. Entre os quais se destacam: a descoberta de um sapo bibrom, uma perlida marrom do sul e um wallaby de Tammar.

A ONG Kangaroo Island Land for Wildlife continuará a conduzir estudos para tentar descobrir novas espécies e garantir sua proteção para garantir que sobrevivam em seu habitat. “É muito importante agora porque este é como o último refúgio para muitas dessas espécies que realmente dependem de vegetação muito antiga, longa e não queimada.”

Leia também: Cadela que era obrigada a procriar em fazenda de criação ilegal é resgatada e adotada

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

Você pode gostar: