“Ele era como um filho pra mim”, lamenta dono de pit bull dócil que foi morto enforcado em Goiás

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Um caso que gera revolta e indignação: há alguns dias, o cachorro pit bull do engenheiro agrícola Rodrigo Abdalla foi covardemente morto mediante enforcamento em Morrinhos, Goiás, quando o dono não estava em casa.

ANÚNCIO

Em entrevista ao portal g1, Rodrigo denunciou que Scooby, de 1 ano e 8 meses, também teve parte de sua pele arrancada.

O engenheiro disse que não nutre inimizades, portanato, não faz ideia de quem pode ter feito a crueldade.

“Esse cachorro é como se fosse um dos meus filhos, meu melhor amigo”, lamentou Rodrigo.

ANÚNCIO

Leia também: Mamãe chimpanzé se emociona ao reencontrar seu filhote de 2 dias que estava na UTI

Como não dorme todos os dias em casa devido o trabalho, Rodrigo sempre deixava água e ração para o animal, que ele descreveu como dócil e que não fazia mal, tampouco incomodava ninguém.

ANÚNCIO

De acordo com ele, na quarta-feira (16) saiu de casa depois de cuidar do pit bull. Dois dias depois, ao retornar, encontrou o cachorro preso a uma haste, enforcado, e com grandes cortes na pele.

Revoltado com a cena, ele também encontrou sinais de que alguém havia invadido o terreno pelo muro.

“Ele ficava mais solto, mas quando ficava preso, era em um cabo de aço ligado na corrente. Usaram esse cabo para enforcar”, contou o engenheiro. Para ele, é improvável que o animal possa ter se enrolado sozinho no cabo, uma vez que sua coleira ficava frouxa e ele conseguia se soltar sozinho dela quando queria.

ANÚNCIO

Ainda em choque com a crueldade, o engenheiro entrou em contato com a Polícia Civil e registrou um boletim de ocorrência.

Além de enforcado, Scooby estava com duas grandes áreas sem pele.

Rodrigo retirou o corpo do animal para poder enterrá-lo e agora aguarda a investigação policial.

Leia também: Menina de 3 anos leva galo de estimação escondido na mochila para a escola e diverte colegas [VIDEO]

Compartilhe o post com seus amigos! 😉