Zoológicos sempre foram lugares de discussões sobre o aprisionamento de animais selvagens. Além de negar a liberdade as pobres criaturas, ainda há diversos casos de abusos por parte de humanos.

Este não é um caso de abuso explícito, mas certamente a administração desse zoológico devem sérias explicações as autoridades de proteção animal.

Em um dia como qualquer outro, o zoológico de Detroit (EUA), estava com seus chimpanzés sendo expostos ao público. Havia diversos espectadores, cercando todas as direções do espaço reservado para os animais. Entretanto, em uma brincadeira de perseguição entre dois chimpanzés, um deles escorregou e caiu no fosso de lama que havia perto.

Leia Também: Policiais ficam surpresos ao socorrer filhotes de urso abandonados em caixa de papelão

O corpo dos chimpanzés, ao contrário dos humanos,  não são projetados para ter a flutuabilidade natural na água.

Sendo assim, o pobre chimpanzé começou a se afogar e, ao contrário do que muitos acreditem, NENHUM dos funcionários do zoológico ousou se aproximar dele, pois “temiam” as tendências agressivas territoriais dos chimpanzés na colônia.

Felizmente, nem todos são assim e um homem chamado Rick Swope não conseguiu se conter diante da visão lamentável do animal em dificuldades.

Sem se preocupar com sua própria segurança, ele atravessou o recinto e mergulhou direto no fosso, mas a água turva tornou impossível para ele localizar o chimpanzé.

Vendo sua corajosa atitude, a multidão começou a aplaudir e a guiar Rick para ajudar a alcançar o chimpanzé. E, quando ele conseguiu resgata-lo, a família do primata ficou muito agradecida e o deixou voltar ileso!

Leia Também: Pit Bull protege criança de 3 anos perdida na floresta: ‘Ninguém podia chegar perto do garoto’


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!