Um filhote de lontra foi encontrado ferido às margens do Rio Preto, em Itanhaém, no litoral de São Paulo. Ele foi resgatado por biólogos e veterinários após ser atacado por um cachorro.

O animal, que apresenta ferimentos e está desidratado, vai passar por tratamento na cidade. Como é um filhote órfão, os veterinários terão que ensinar noções de caça e alimentação, de modo que ele não crie relações afetivas com o ser humano e possa ser solto na natureza.

Uma moradora do Jardim Oásis chamou o Instituto Gremar, que realiza monitoramento ambiental e reabilitação de animais vitimizados, após encontrar o animal. O filho dela encontrou a lontra na parte rasa do Rio Preto e um cachorro teria tentado atacar o filhote, o que causou ferimento no corpo do animal.

A equipe do Gremar prestou os primeiros atendimentos e resgatou a lontra, que é da espécie Lontra longicaudis. Ela pesa aproximadamente 1kg e aparentava estar desidratada após os primeiros exames feitos no instituto.

Também foi realizada a limpeza e feito um curativo na ferida, que já apresenta sinais de cicatrização. O tratamento segue à base de fluidoterapia, medicamentos para dor e antibióticos.