ANÚNCIO

Há alguns anos, Dustin Kelley estava verificando os cães do abrigo em que ele trabalhava como voluntário quando algo chamou sua atenção. Ao contrário dos outros filhotes latindo em seus canis ou implorando por um pouquinho de atenção, um golden retriever chamado Zeus estava sentado no canto de seu canil, com a cabeça baixa.

Dustin não queria adotar no momento, mas quando descobriu que o cachorro de aparência triste seria sacrificado no dia seguinte devido à superlotação do abrigo (um procedimento que infelizmente é legal nos Estados Unidos), ele mudou de ideia. Apesar disso, o abrigo não parecia interessado em saber que o rapaz queria adotar Zeus.

ANÚNCIO

Leia também: Biscoito e Bolacha, o casal de namorados canino mais fofo de toda a internet: “Eles se amam”

Eles explicaram que o cão era “inadotável” devido ao seu hábito de mostrar os dentes para todos aqueles que ele não conhecia.

ANÚNCIO

“O abrigo me disse que ele tinha ‘comportamentos agressivos’ [como] o sorriso falso”, disse o voluntário ao portal The Dodo. “E ele provavelmente não seria um cachorro muito bom porque não era treinado e era antissocial. Mas fui atraído por esse cãozinho triste no canto de seu canil e disse que o levaria para casa […] custe o que custasse.

Depois de preencher a papelada de adoção, Dustin viu o sorriso de Zeus pela primeira vez, e não era o que ele esperava. “O atendente do abrigo o tirou do canil e levou-o ao saguão para que pudéssemos sair”, disse ele. “Não vou mentir, definitivamente me assustou um pouco no início.”

ANÚNCIO

Nos primeiros meses após sua adoção, Zeus ainda era aquele cachorro triste do abrigo, apenas em uma nova casa. Ele não sorriu (de verdade), abanava o rabo ou mostrava a sua personalidade. Mas assim que ele começou a confiar em seu novo pai, foi se soltando aos poucos.

“Depois daqueles primeiros três meses, ele começou a mostrar os dentes o dia todo, todos os dias, e foi quando percebi que ele estava mostrando os dentes porque estava animado, não porque estava bravo”, disse Dustin. “Acho que quando ele finalmente percebeu que eu não desistiria dele e que esta era sua casa agora, ele realmente se abriu… e sua personalidade amorosa e fofa começou a brilhar.”

Cinco anos depois, o sorriso de Zeus se tornou sua marca registrada adorável. “Todo mundo adora!”, disse Dustin. “Isso geralmente faz estranhos rirem, e eles querem lhe dar muito carinho assim que o veem.”

“Ele costuma ser o destaque do dia no consultório do veterinário, no tratador, na loja de animais, no Starbucks e em outros lugares que frequentamos”, acrescentou. “Assim que o virem chegando, gritarão para seus colegas de trabalho: ‘O dourado sorridente está de volta!’ E todo mundo sairá correndo para vê-lo”.

Dustin hoje está muito contente por ter apostado em Zeus, e mais ainda por saber que ele apostou no dono também. “Ele tem estado comigo em alguns dos piores momentos da minha vida. E em cada dia ruim, seu sorriso esquisito me fez sorrir também”, disse o rapaz. “Eu posso tê-lo adotado, mas ele definitivamente me resgatou.”

Leia também: Cadelinha abandonada persegue ambulância até conseguir convencer socorristas a parar e adotá-la

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

Você pode gostar: