Gari com deficiência se dedica a adotar cachorrinhos abandonados que encontra nas ruas

ANÚNCIO
ANÚNCIO

As pessoas com deficiência física, motora ou psicológica devem ser amparadas e acompanhadas em seu processo de inserção na sociedade. Porém, é bastante comum saber que muitas vezes elas são alvo de ataques e humilhações.

ANÚNCIO

Foi o que aconteceu na Malásia com um homem que trabalha como gari e sofre de uma deficiência intelectual. O rapaz tem dois cachorrinhos que lhe fazem companhia e lhe protegem durante seu turno.

De acordo com o internauta Jagdeep Dhillon, que compartilhou esta história no Facebook, alguns dias atrás ele viu o gari limpando sua rua com dois cães observando o rapaz e impedindo a aproximação de qualquer pessoa próxima à ele.

ANÚNCIO

Leia também: Homem é multado em R$ 3 mil por maltratar e negar comida para seu cachorrinho de estimação

Qualquer um que ousasse se aproximar, recebia latidos bem altos dos doguinhos.

Interessado pela situação, Jagdeep decidiu abordar e entrevistar o gari. Um misto de ternura e curiosidade invadiu seu corpo, então ele queria saber um pouco mais sobre aquela lealdade que os cães exalavam.

ANÚNCIO

“Eles nunca mordem, patrão, apenas latem. E são presentes dados por Deus para me proteger todos os dias. Eles cuidam de mim porque sou deficiente”, disse o homem.

Na conversa, vieram à tona as agressões a que este trabalhador foi submetido: insultos, agressões verbais e até humilhações faziam parte do seu dia a dia. As pessoas o perseguiam por ter uma condição especial e ladrões se aproveitaram de sua posição indefesa para roubá-lo.

ANÚNCIO

Leia também: Voluntárias de abrigo encontram dois cachorrinhos perdidos em barraco abandonado de SP

“Quando as luzes da rua se apagam à noite, eles são os únicos que ficam ao meu lado e não me roubam”, lamentou o homem.

Para o gari, esses doguinhos foram enviados do céu para cuidar dele e por isso ele mesmo se encarregou de zelar por eles.

Uma questão que realmente comoveu Jagdeep profundamente e o deixou com uma grande reflexão que ele queria compartilhar em suas redes: “machucar animais, cães e gatos nunca vai te deixar grande ou te dar uma entrada imediata no céu. Aprenda com esse tipo”, concluiu.