Em visita à abrigo, menininha italiana cria vínculo instantâneo com cadela pit bull e decide adotá-la [VIDEO]

ANÚNCIO
ANÚNCIO

É incrível a capacidade de conexão – e de criar vínculos afetivos rapidamente – entre as crianças e os cachorros.

ANÚNCIO

Pegue como exemplo a pequena Gi, uma garotinha italiana de apenas 2 anos que tem construído uma linda história de amizade com uma cadela pit bull resgatada de um lar abusivo.

Leia também: Todos os dias, golden gentil espera “amigo” que conheceu em parque para lhe dar um presente especial

ANÚNCIO

Durante uma visita à um abrigo com sua mãe, Gi (que não teve o nome completo divulgado por motivos de segurança) se apaixonou à primeira vista por Scarlett.

A cadela ainda estava se recuperando dos meses em que foi exposta aos mais terríveis maus-tratos por parte de seus antigos donos.

“Scarlett estava tremendo quando a vimos no abrigo. Não sei se por medo do contato humano ou devido à sua saúde”, lembrou Audra Spurio, mãe da menina.

ANÚNCIO

Depois de ver a cachorrinha colocar as patas dianteiras em cima das grades, a menina de 2 anos foi ainda mais firme na decisão de adotá-la.

De acordo com um estudo publicado pelo jornal The Washington Post, os pit bulls passam 3 vezes mais tempo em abrigos aguardando serem adotados do que os cães de outras raças.

ANÚNCIO

“Apenas ser um pit bull pode condenar as chances de adoção de um cão de abrigo”, lamentou Audra.

A princípio, a cadela assustada se mostrou reticente a um contato maior. Mas no momento em que Gi demonstrou toda sua simpatia e carinho, Scarlett se aproximou e permitiu ser tocada.

Em seguida, passeou pelo abrigo com a menina.

Encantada com a cachorrinha, Gi pediu insistentemente à sua mãe para adotá-la. Difícil dizer não, né?

“A conexão que elas criaram naquele momento foi incrível. Pura ternura. Pensei bem, refleti, e ao final optei por sacramentar a adoção”, disse Audra.

Ao final, como se já fossem melhores amigas, criança e cadela se divertiram no parque do abrigo naquele dia.

Naquele momento, tudo que ela queria era dar à cachorrinha alguns abraços, beijos e carinhos na barriga!

Scarlett até então não tinha nome: foi batizada por Gi após uma conversa com sua mãe.

Ao final daquele dia tão especial, a menina viu Audra assinar os papéis de adoção para levar a pit bull para casa!

Ah se os adultos fossem tão amorosos e empáticos com os animais… Se tivéssemos mais “Gi’s” no mundo, definitivamente este seria um lugar melhor!

Assista ao vídeo:

Leia também: Momento fofo: tutor abraça cachorro para tranquilizá-lo durante banho de mar [VIDEO]

Compartilhe o post com seus amigos! 😉