Desde que se tornou uma ativista pelos direitos dos animais, Stacee Jones já ajudou mais de 100 cães e gatos em situação de rua. Imagina o tanto de histórias que ela têm pra contar?

Recentemente, ela promoveu um mutirão de resgate de animais abandonados de Jelly’s Place, em San Pablo, na Califórnia (EUA) e se surpreendeu com dois casos em particular.

Um deles era de uma cadela que pouco depois de dar à luz, foi separada de seus filhotes e covardemente abandonada atrás de uma lixeira.

O outro era inverso: três filhotes de gato recém-nascidos haviam perdido a mãe, que faleceu pouco após dar à luz a ninhada.

Leia tambémCachorrinho e um golfinho se encontram em praia e acabam brincando juntos

Stacee então teve uma ideia genial, porém arriscada: juntar as duas histórias – a cadela que havia sido separada de seus filhotes, mas que era capaz de amamentar, e dos filhotes felinos, que perderam a mãe e precisavam urgentemente serem amamentados. Sim, isso é possível!

Foi um tiro no escuro, mas que se revelou uma aposta certeira no final das contas.

“Tomei muito cuidado”, disse Stacee. “Reuni a cachorrinha e os filhotes no mesmo espaço para ver como eles se comportavam juntos. […] Foi surpreendente. Ela acolheu os gatinhos e os lambeu carinhosamente”.

Não demorou muito para a cadela deitar e se aquietar enquanto os bebês se aninhavam perto dela, amamentando-se. “Foi algo muito maternal. Ela sabia o que fazer imediatamente”, disse a ativista. Funcionou!

Naquele momento, uma nova família – pouco usual, é verdade – havia se formado. A cadela foi batizada de Keeper 

e cuidou dos filhotes por cinco semanas.

“Ela os acolheu e os amou como se fossem seus. […] Emocionante. Ambos precisavam um do outro, cada qual à sua maneira. Hoje os gatinhos estão saudáveis por causa dela”, complementou Stacee.

Os gatinhos foram desmamados e serão disponibilizados para adoção em breve. “Isso tudo foi muito especial. Eles só querem fornecer seu amor incondicional uns pelos outros”. Para quem ainda tinha dúvidas, animais de diferentes espécies podem sim formar vínculos emocionais e amorosos duradouros, independentemente de quais espécies ou raças pertençam.

Saiba mais assistindo ao vídeo abaixo:

Matéria escrita por Gabriel Pietro em exclusividade para o Portal do Animal. Siga-me no Instagram clicando aqui.