ANÚNCIO

No final do mês passado, um incêndio de grandes proporções se alastrou pela área florestal de Hatfield Moors, em Doncaster, na Inglaterra, ferindo centenas de animais silvestres.

O corpo de bombeiros da cidade foi acionado às pressas para conter as chamas, enquanto os animais eram resgatados e transferidos para uma zona segura. Num dado momento, um dos oficiais encontrou um pequeno filhote de cervo preso entre as chamas, sozinho e enfraquecido, e correu para ajudá-lo.

ANÚNCIO

Após o resgate, verificou-se que o filhote havia inalado muita fumaça e não conseguia respirar adequadamente. Não daria tempo para encaminhá-lo até um hospital veterinário, então o jovem bombeiro agiu ali mesmo: ele pegou sua própria máscara de oxigênio e colocou sobre o nariz do animal, que a essa altura, já estava quase inconsciente.

“Sem dúvidas, essa foi a primeira vez que nossa equipe usou uma máscara de oxigênio em um cervo”, brincou Ros Barbour, da Humberside Fire and Rescue Service. “Já usamos essas máscaras em cães e gatos em incêndios anteriores, mas isto aqui é inédito”.

ANÚNCIO

Leia Também: Cachorrinha rejeitada diversas vezes finalmente encontra uma família que a ama de verdade

Depois de alguns minutos, o filhote recobrou a consciência, e todos ficaram aliviados e emocionados de que tudo deu certo ao final.

“O cervo foi muito receptivo à máscara e não parecia confuso”, disse Barbour.

ANÚNCIO

As chamas foram controladas e horas depois, o filhotinho foi entregue à ONG de bem-estar animal RSPCA para que ele recebesse os cuidados médicos necessários.

“O incêndio foi enorme e as equipes fizeram um trabalho incrível, salvando este filhote aterrorizado e ajudando-o quando ele estava lutando para respirar”, disse Daniel Bradshaw, inspetor da RSPCA, em comunicado à imprensa. “Estou certo de que eles o trouxeram de volta à vida e, sem suas ações de raciocínio rápido, ele pode ter morrido.”

O filhote logo será devolvido à natureza, em uma área não atingida pelo fogo.

Leia Também: Policiais resgatam cachorrinho à beira da morte abandonado em pântano, no meio do nada


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!

Você pode gostar: