Aprenda sobre 10 animais silvestres permitidos pelo IBAMA no Brasil

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Um animal silvestre é aquele bicho que não convive com humanos. Ou seja, eles não são domesticados. No entanto, o IBAMA passou a permitir algumas flexibilizações nas leis para permitir que esses animais saiam do seu habitat natural e morem em casas.

ANÚNCIO

Ou seja, a ideia é domesticar animais que antes só viviam na natureza, de maneira livre. Mas o IBAMA não permite que todo animal selvagem seja domesticado. A gente tem uma lista dos 10 principais que podem ser levados para casa a partir do cumprimento da lei.

Aprenda sobre 10 animais silvestres permitidos pelo IBAMA no Brasil
Foto: (reprodução/internet)

1 – Cobra-do-milho

Vários gêneros de cobras podem ser domesticados com pets, apesar de que isso não é tão comum assim. Na lista, entre a Jiboia, por exemplo. Mas, a mais comum para esse tipo de atividade é a cobra-do-milho. Ela tem um temperamento mais calmo do que as outras.

Aprenda sobre 10 animais silvestres permitidos pelo IBAMA no Brasil
Foto: (reprodução/internet)

Além disso, é considerada um animal curioso, o que indica que vai fugir do terrário em algum momento. Logo, a primeira dica é comprar um terrário seguro, além de conhecer todas as caraterísticas dela, já que não é como alimentar um cachorro ou gato por exemplo.

ANÚNCIO

Além delas, a cobra falsa coral também é uma opção para ter em casa. O problema é que elas são bem lisas, o que torna complicado o manuseio. A gopher é outra espécie liberada pelo Ibama por serem cobras dóceis, porém, as presas podem machucar.

2 – Iguana

As iguanas são répteis, assim como as cobras, que também entram na lista de animais selvagens permitidos para ter em casa, com base no IBAMA. Elas possuem característica diferencial na aparência, por serem vistas como exóticas.

Aprenda sobre 10 animais silvestres permitidos pelo IBAMA no Brasil
Foto: (reprodução/internet)

Outro ponto bacana é saber que quando adultas elas podem chegar a mais de 2 metros de comprimento. Vai exigir um bom quintal para fazer a criação delas. Aliás, a cauda longa, a papada grande e a crista podem não ser tão agradáveis para as crianças, viu.

ANÚNCIO

Para quem não tem coragem de ter uma iguana em casa, saiba que elas não são animais perigosos de conviver. No entanto, podem causar danos em muros, calçadas, jardins e cavar túneis longos em terra. O problema maior está no fato de que carrega a bactéria salmonela.

3 – Tigre d’água

O tigre d´água é um tipo de cágado, isto é, como uma tartaruga e também entra na lista dos répteis para ter em casa domesticados. Nesse caso, temos um tipo de animal ótimo para crianças porque possui cores vibrantes e não exige tantos cuidados com os outros bichos.

Aprenda sobre 10 animais silvestres permitidos pelo IBAMA no Brasil
Foto: (reprodução/internet)

De todo modo, por ser um réptil, ele exige cuidados diferentes se comparado aos cuidados de cachorros e gatos. Para quem tem agenda lotada, o cágado é uma boa ideia de pet. Mas, para quem gosta de brincar com os pets, ele pode não ser tão atrativo assim.

ANÚNCIO

4 – Mini porco

O mini porco caiu no gosto de muita gente por ter aparecido em vários filmes recentes. De fato, ele é um porco pequeno, como o nome indica. Assim, vale considerar que é muito mais indicado para quem tem espaços em casa, como gramados e lugares com terra.

Aprenda sobre 10 animais silvestres permitidos pelo IBAMA no Brasil
Foto: (reprodução/internet)

Em caso contrário seria preciso levar ele para passear todos os dias. Mas, a alimentação e a higiene são bem diferentes do que as pessoas pensam. Por isso, é preciso pesquisar muito sobre ele antes de fazer a escolha desse filho adotivo.

Além do mini porco, que falamos aqui, outras variações também são permitidas hoje em dia, como o porquinho da Índia e o chinchila. Ambos são bastante dóceis e ótimos para crianças que querem ter responsabilidades com os bichos. 

5 – Sagui

Uma pergunta comum de se encontrar no Google hoje em dia é: pode ter um sagui em casa? Para quem tem essa dúvida, esse é o tópico ideal. Saiba que sim conforme a lei, mas desde que sejam cumpridos todos os requisitos de compra ou adoção a partir do IBAMA.

Aprenda sobre 10 animais silvestres permitidos pelo IBAMA no Brasil
Foto: (reprodução/internet)

Logo, o macaco sagui pode ser criado como pet se for comprado em criadouros legalizados, com documentos do IBAMA e tratamento característicos. Então, quem se sente preparado para isso pode sim adotar um macaquinho para ter em casa, ok?

Quando estamos diante de um sagui bebê, saiba que ele exige ainda mais cuidado durante a noite porque é medroso. Assim, é comum que queira o calor humano ou da mãe para manter a temperatura do corpo equilibrada. Logo, é preciso saber disso antes de ter um sagui em casa.

6 – Cacatua

Entre os pássaros, a cacatua é o mais visado pelas pessoas. Afinal, é um pássaro muito bonito e que pode ser criado em casa sem que a pessoa tenha que estar fora da lei. O mais importante é saber, no entanto, que a cacatua não ficará o dia todo na gaiola, ok?

Aprenda sobre 10 animais silvestres permitidos pelo IBAMA no Brasil
Foto: (reprodução/internet)

O que pouca gente sabe é que comprar uma ave como essa pode ter um custo para lá de alto, partindo dos R$ 15 mil. Por isso, a venda ilegal é tão comum, apesar de ser incorreta. A origem do animal é de outros países, por isso, ele é um pássaro exótico e caro.

A cacatua representa aqui vários outros pássaros que também são permitidos pelo IBAMA e que são ótimas ideias para quem quer criar um deles em casa, como pet. Por exemplo, a calopsita, que já foi uma moda entre as crianças, além de canários.

7 – Furão

O furão é mais uma ideia de pet exótico. Isso porque ele é uma companhia bem divertida, que adora brincar e se esquivar. O duro mesmo vai ser ter ânimo e fôlego para acompanhar o bicho. No entanto, ele é importado e isso também custa muito dinheiro.

Aprenda sobre 10 animais silvestres permitidos pelo IBAMA no Brasil
Foto: (reprodução/internet)

Aliás, para ter um furão em casa, saiba que o IBAMA precisa identificar ele com um microchip. O valor parte de R$ 800 conforme as regras de importações e microchips. A alimentação dele é bem diferente do que os outros pets, já que ele come outros animais, como pequenos roedores.

A boa notícia é que eles não precisam de banhos diários. No entanto, manter a pele limpa vai levar tempo e exigir dos cuidadores. Na hora de pesquisar sobre o furão e o comércio dele, saiba que ele também é conhecido como ferret. 

8 – Tarântula

A tarântula é aquele tipo de aranha que todo mundo tem medo. Ou melhor, tinha. Até mesmo porque hoje em dia elas são criadas em casa, como membros da família. E por mais que muita gente ache estranho, isso realmente acontece, está bem?

Aprenda sobre 10 animais silvestres permitidos pelo IBAMA no Brasil
Foto: (reprodução/internet)

É importante notar que esse inseto peludo de 8 patas exige muito cuidado diferenciado. A boa notícia é que não precisam de grandes espaços para viver. Assim, desde pequenos terrários de plástico até mesmo os de vidro são ótimos para elas.

Outro detalhe a notar é que elas podem subir em paredes, fazer as próprias teias e tornar o lugar sinistro. Para quem gosta desse tom macabro e sombrio, a escolha da tarântula para criação é uma ótima ideia. Além dela, dá para criar uma caranguejeira em casa também.

9 – Codorna

As codornas podem ser boas por vários motivos. A ave, que é uma espécie de ave de pequeno porte, bota ovos que são comestíveis. A criação dela não é ilegal e nem restrita, ao passo que elas são bem tranquilas e exige apenas luz, comida, água e higiene. 

Aprenda sobre 10 animais silvestres permitidos pelo IBAMA no Brasil
Foto: (reprodução/internet)

De maneira geral, os criadores de codornas em casa vão precisar de um espaço com luz e boa ventilação. Especialmente, com a corrente de ar livre passando pelo ambiente. Isso entre 14 e 16 horas do dia. A codorna japonesa é uma ótima ideia por ser dócil.

Além da codorna, muita gente tem criado em casa galinhas e gansos, o que também é possível com base nas autorizações do IBAMA. No entanto, para os dias modernos, onde as casas são menores e sem muito espaço livre, esse tipo de criação se torna impossível ou complicada. 

10 – Lhama

Agora, uma grande surpresa. Sabia que as lhamas são consideradas animais domésticos? Logo não há restrição para tê-las em casa. No entanto, cuidado porque é um tipo de bicho que não é natural do Brasil e isso exige vários cuidados no tratamento adequado delas.

Aprenda sobre 10 animais silvestres permitidos pelo IBAMA no Brasil
Foto: (reprodução/internet)

A venda de uma lhama aqui no Brasil parte de R$ 9 mil. Muito comum nos Andes, saiba que a lhama é exótica em terras brasileiras, sendo pouco comum de ser encontrada. Ela é da família dos camelos e vivem até 25 anos, na média. 

Para quem acha que ter uma lhama em casa é demais, considere que as alpacas também são alternativas viáveis. Elas são bem parecidas em termos de gênero, só que possuem pelo mais macio além de serem mais dóceis. No Brasil, há famílias que criam alpacas em casa.

Como ter um animal silvestre em casa

Apesar do conhecimento de que esses animais citados acima podem ser domesticados, saiba que existem regras sobre eles. Por exemplo, para se tornar o tutor de um deles e criar como animais de estimação, a pessoa tem que ter a autorização do IBAMA.

Sabendo disso, leve em conta que só há uma forma de ter um animal selvagem como pet: procurando um criadouro ou loja especializada. Além disso, esses estabelecimentos precisam ter autorização do IBAMA para comercializar esses bichos, seja pássaros ou qualquer outro tipo de animal.