Fogos de Artifício – Saiba como acalmar o seu pet

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Muita gente ama a queima de fogos do fim do ano, e tudo bem com isso. Mas, desde que não incomode pessoas e pets, concorda? Quem tem um cachorro ou um gatinho em casa sabe bem do que estamos falando: é uma situação muito desagradável e tenebrosa para eles.

ANÚNCIO

Enquanto as leis dos homens não se fazem presente, uma boa ideia é usar técnicas para acalmar o pet nesses momentos. E foi por isso que criamos esse conteúdo, que está recheado de informação importante e que pode ser útil para você. Veja só!

Fogos de Artifício – Saiba como acalmar o seu pet
Foto: (reprodução/internet)

Dessa forma, leias os seguintes tópicos:

  • A audição do pet;
  • O uso de faixas para acalmar pets;
  • Evite deixar o pet sozinho;
  • Leve em conta os protetores auriculares.

A audição do pet

Uma primeira dica, que talvez não seja bem uma dica e sim uma informação, é sobre a audição dos pets. Para se ter uma ideia do quanto ela é sensível, considere que cães podem ouvir sons que os humanos jamais conseguem. Na prática, dá para entender isso em números.

ANÚNCIO
Fogos de Artifício – Saiba como acalmar o seu pet
Foto: (reprodução/internet)

Por exemplo, humanos ouvem uma frequência de 16 até 20 mil Hertz. Enquanto isso, um cachorro pode ouvir uma frequência de 10 a 40 mil Hertz. Logo, isso seria considerado muito alto para eles. É por isso que os fogos de artifícios e as bombinhas os assustam tanto!

Sabendo disso, agora sim vamos às dicas. Ah, e elas valem não apenas para as festas de fim de ano, mas também para as festas juninas. É porque esses são os dois períodos do ano em que é mais comum a queima de fogos. Ou em dia de finais de campeonato, também. 

Uma verdadeira ameaça

Só para complementar essa parte teórica do artigo, considere que os pets reagem de forma intensa porque o barulho é uma ameaça para eles. Mas, além disso, as luzes que isso causam também podem amedrontá-los. Por isso, as dicas abaixo fazem tanto sentido.

ANÚNCIO

O instinto pet, o que é natural, indica barulhos e luzes como indicação de perigo. É como se ele fosse prever que algum desastre está perto de acontecer. Para sobreviver, o que você faria? Os cães e gastos podem tentar fugir do local para algum ambiente mais seguro.

Essa simples informação também vai ajudar a entender as dicas abaixo. Além do mais, já fica aqui uma primeira dica: se você tem raças que são mais sensíveis ao medo de fogos, esteja sempre preparado. É o caso de Chihuahua, Dálmata, Galgo, Whippet e Sharpei. 

Evite deixar o pet sozinho

Como acabamos de falar existem datas que são comuns desses eventos acontecerem. Então, programe-se para não deixar os bichos sozinhos nesses dias. Combinado? O motivo é simples: deixá-los sozinhos poderia causar ainda mais insegurança por parte deles.

ANÚNCIO
Fogos de Artifício – Saiba como acalmar o seu pet
Foto: (reprodução/internet)

Mais do que estar presente e tentar abraça-lo (o que pouquíssimas vezes funciona) também não vai ser tão útil. Mas, deixar todas as portas trancadas, assim com portões, pode ajudar na hora de evitar uma fuga. Isso porque eles entram em estado de pânico e ficam desorientados. Também não se deve:

  • Deixar os pets presos,
  • Colocar muitos pets juntos no mesmo ambiente,
  • Reprimir os pets.

Uma próxima dica ainda nesse ponto é dar atenção à sua linguagem corporal. Isso também se explica de forma cientifica: os cães e gatos observam muito os seus donos. Então, evite se assustar! O ideal é manter a postura calma mesmo diante das explosões. 

Descubra o que os deixam seguros

Ao longo dos dias vai ser mais fácil identificar uma informação: o que mantém o seu pet seguro? Use isso nos dias de fogos. Por exemplo, colocar cobertores em cantos da casa ou na casinha dele pode ser uma ideia. Assim como manter a luz acessa pela noite toda.

Um carinho sempre cai bem, mas não force demais. O ideal, aliás, é jamais forçar o seu bicho a fazer algo que ele não queira porque já está assustado o suficiente. A regra é: permita que entenda os próprios instintos, mesmo que isso seja assustador no começo.

Talvez, ele até vá urinar por medo. Mas, quem é que não tem medo do que não está vendo, só ouvindo? Então, mantenha a sua calma e encontre formas de o deixar seguro. A repressão, ao contrário do que se pensa, pode deixar o cachorro cada vez mais agressivo.

O uso de faixas para acalmar pets

Atualmente, no mercado de pets, existe um tipo de faixa que pode ser bastante interessante porque tem justamente essa ideia: acalmar os cães. No caso de gatos, elas ainda estão sendo testadas e não há comprovação. De todo modo, parece ajudar na maioria dos casos em que foi usado. 

Fogos de Artifício – Saiba como acalmar o seu pet
Foto: (reprodução/internet)

A faixa vai na altura do peito do cachorro. Assim, o dono cruza as pontas atrás do pescoço, bem na região do dorso. Então, faz o mesmo na parte baixa do dorso. E por fim basta dar um nó firme perto da coluna. O segredo é estar firme, mas nunca apertada demais. 

No entanto, fazer isso somente no dia dos trovões, raios e fogos pode ser ruim porque pode assustar ainda mais eles. Então, teste antes. Inclusive, em momentos mais comuns. No dia insano, vale a pena já deixar os pets com a faixa uns 30 minutos antes dos fogos. 

Aprenda como abafar o som dos fogos

Mais uma dica de ouro vem agora! Nem sempre é possível, mas muitas vezes é. O que? Abafar o som dos fogos de artifício. Desse modo, dá para considerar o barulho de um ventilador, por exemplo, ou da TV. São formas que podem funcionar em algum nível.

Em casos mais extremos, as pessoas também tentam colocar panos nas janelas e deixar as portas fechadas para que o som entre bem mais fraco do que realmente é. Isso diminui a intensidade do barulho que chega aos ouvidos deles, em Hertz, o que é bom para eles.

Para quem tem a opção de estar em um lugar com isolamento acústico, bom aí o pet vai estar no céu porque não vai se incomodar tanto com os barulhos. Porém, nem sempre isso é possível e usar as dicas caseiras para abafar o som pode ser ótima ideia.

Treine o pet durante o ano para esse dia

Para quem tem um pet ainda jovem, uma criança, uma boa dica é treinar ele para esses dias. Como? Comece a tornar o som dos fogos mais comuns para eles e ligue isso a uma brincadeira. Por exemplo, coloque na TV a imagem e o som. Na mesma hora, brinque com ele.

Fogos de Artifício – Saiba como acalmar o seu pet
Foto: (reprodução/internet)

Isso vai fazer com que ele, automaticamente, associe o som com brincadeiras. Assim, temos uma forma de reverter o medo do cachorro ou do gato em algo bom. É claro que no dia da queima de fogos, você precisará manter os ensaios, combinado?

Ainda que naquele dia ele poderá se assustador em alguns momentos, a associação de que algo bom vai acontecer poderá tornar tudo mais calmo na sequência. É uma ideia que não funciona com toda a certeza para todos os pets. Só que gera bons resultados em alguns casos.

Use snacks para os pets nessa hora

Atualmente, o mercado da alimentação animal tem se desenvolvido demais no mundo inteiro. Hoje em dia já existem snacks que funcionam para acalmar os pets estressados, que é o que acontece com eles nesses dias tão intensos. 

Um exemplo vem do snack canino chamado Freeze Dried Nutrition. Ele ajuda a amenizar o estresse e ansiedade. Isso porque inova ao usar o L-Triptofano como ingrediente principal do alimento e essa composição é como um tranquilizante animal.

Só para entender um pouco mais da teoria, saiba que o snack consiste em congelar o alimento e fazer com que a água se torne gasosa após descongelar. Assim, mantém o valor nutricional além de ter características ajudam os pets nesses dias tenebrosos.

Leve em conta os protetores auriculares

Se existe um alimento que ajuda a manter a “sanidade” durante esse “tiroteio”, saiba que os protetores auriculares que humanos usam também tem a sua versão para os pets. Portanto, aqui entra mais uma boa ideia de medida preventiva para os animais de estimação.

Fogos de Artifício – Saiba como acalmar o seu pet
Foto: (reprodução/internet)

Na internet é possível encontrar vários modelos. Inclusive, com o nome de protetor de ouvido para pet. Ah, só lembrando que tem muita gente que improvisa ao colocar algodão na orelha do cachorro, porém, os veterinários não recomendam isso por vários motivos.

Assim como em humanos, existem vários protetores como esse e a melhor forma de conhecer eles é testando no seu pet. Alguns se adaptam facilmente e outros não. Em lojas como a Petz ou Cobasi é fácil encontrar esses modelos. Além disso, tem os tapa-ouvidos também. 

Em casos mais extremos, pense em usar calmantes

Para fechar esse conteúdo cheio de dicas ricas para quem quer acalmar o pet em dias de fogos de artifícios, vem o uso de medicamentos. Saiba que quem já teve uma experiência muito ruim com eles nesses dias pode sim pensar nisso. Porém, sempre com validação médica.

Dessa forma, após passar os dias de festa, procure um especialista veterinário e considere a chance de ter o remédio em casa para esses próximos dias de barulhos insanos. É muito importante considerar a administração do remédio para cada porte de cão ou gato. 

A sua experiência também conta

Quem tem pet em casa ou já teve, também tem que saber que a experiência conta. Dessa forma, o cuidado animal é bastante particular de cada tutor. Assim, pode ser que a gente tenha sempre alguma carta na manga para usar nessa hora do susto ou desespero.

Para quem esse tipo de opção vale sim a pena considerar. Por exemplo, colocar uma música que o pet se entusiasme, fazer brincadeiras que os distraiam e assim por diante. Cada um tem a sua forma de superar o medo e toda ajuda é válida.