Veja esses 5 pets que salvaram a vida de seus donos

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Sabe aquela história que a gente ouve e se arrepia? Hoje, você vai ver 5 delas. E se você tem empatia por animais de estimação, então, esse artigo vai ser incrível. Aqui temos cachorros e papagaios que fizeram um papel de salvamento, inclusive, arriscando a própria vida. 

ANÚNCIO

O que podemos adiantar é: nem sempre a história termina com final feliz. Então, prepare o seu coração, mas não deixe de ler para comprovar de que esses pets são seres de luz, iluminados e que provam que o amor existe em todas as esferas. É impressionante!

Foto: (reprodução/internet)

1 – Chiquita

Sem dúvidas, essa é uma das histórias mais incríveis que você vai ver hoje. Então, prepare-se! Era um dia normal na Costa Rica quando motoristas que passavam por uma rua importante foram parados pelo Chiquita. Chiquita é um cachorro que latia muito.

Foto: (reprodução/internet)

O que ele queria era bem simples: chamar a atenção de todos que passavam por ali. Alguns motoristas seguiram o animal, que os levou até um homem que havia desmaiado na calçada perto dali. O fato havia acontecido há uns 30 minutos.

ANÚNCIO

O homem era Jorge, o dono do Chiquita. Ele era bem pobre e não havia recebido a ajuda de ninguém que passava pelo local. Assim, alguns motoristas solícitos viram que não se tratava de uma brincadeira, mas era um caso sério e, por isso, chamaram a ambulância.

O que aconteceu

O Chiquita salvou a vida do seu dono, o Jorge, por essa bravura de ir ao encontro de pessoas que se importavam com ele. Isso porque o dono dele foi levado para o hospital e lá recebeu a companhia diária, minuto a minuto, do seu pet.

Foto: (reprodução/internet)

Assim, Jorge recebeu o tratamento médico ideal a tempo e conseguiu sobreviver ao incidente. Mais tarde, ele se recuperou por completo. Assim, a lição de moral que fica é que mesmo sem ter muito dinheiro ele tem um amigo fiel e para todas as horas. 

ANÚNCIO

2 – Willie

Essa história é para quem acha que apenas cachorros e gatos salvam a vida de seus donos, o que não é verdade. Ah, não mesmo! Willie é um papagaio que prova isso. E vamos contar como tudo aconteceu agora mesmo, leia. 

Foto: (reprodução/internet)

Megan Howard é a mãe de Hannah, uma menina de 3 anos. Elas possuem um papagaio, o Willie. E todos estavam em um dia normal. Então, Megan assou um bolo e deixou ele sobre o balcão da cozinha. Depois, foi até o banheiro. 

No entanto, de repente, a Megan ouviu: “Mamãe, bebê! Mamãe, bebê”. Assim, ela correu para a cozinha para ver o que estava acontecendo e notou que a Hannah tinha dado uma bela de uma mordida no bolo. Porém, ele estava muito quente. 

ANÚNCIO

O que aconteceu

Ao notar a filha caída no chão e com o rosto em cor azulada, a mãe notou que a Hannah estava engasgada. Assim, realizou a manobra de Heimlich, que era para desengasgar a menina. Foi assim que conseguiu salvar a vida dela a partir do chamado do Willie.

Foto: (reprodução/internet)

A história emocionou o mundo. Dessa forma, foi parar em várias mídias internacionais devido ao fato de um pet, inclusive, um papagaio ter salvado a vida de uma bebê. E a partir disso começou a se estudar ainda mais a facilidade desse pet em reproduzir sons.

3 – Wunsy

Se acima a gente mencionou sobre um pet que é um papagaio, leve em conta que aqui isso pode ser considerado ainda mais curioso. O motivo é que Wunsy é um papagaio cinza africano, isto é, bastante incomum em qualquer parte do mundo, inclusive, como pet. 

Foto: (reprodução/internet)

O majestoso papagaio de 25 anos passeava de forma natural no parque com a sua dona. Inclusive, ele voava entre as árvores e o chão. Era um papagaio que curtia muito a liberdade. No entanto, em uma sexta-feira, isso mudou e mudou muito.

Isso porque o passeio, que era comum e alegre, teve um fato bem diferente. Já no momento em que saiam do parque, um homem desconhecido atacou a jovem, dona do Wunsy. Ele a agarrou pelos ombros e a derrubou na calçada. E o que o papagaio fez foi inusitado.

O que aconteceu

Ao ver a situação, o papagaio africano foi em direção a jovem, começou a grasnar e bater as asas de forma vigorosa. Com isso, o agressor se assustou, saltou e largou a mulher. Ele fugiu em seguida. Por sorte, papagaio e mulher saíram ilesos.

Foto: (reprodução/internet)

Na sequência, a mulher fez uma reclamação na polícia, que disse que ia aprimorar a rota naquele lugar. Essa foi a primeira vez que se ouviu falar sobre um papagaio africano que salvou a sua dona. Bacana, não é mesmo? Palmas para Wunsy.

4 – Sky

Depois de dois papagaios, agora é hora de a gente voltar a falar de um cão. Aliás, uma cadela. E uma cadela heroína, que lutou com tubarões, acredita nisso? Então, é melhor continuar lendo para conhecer essa linda história, é de arrepiar!

Foto: (reprodução/internet)

Tudo aconteceu lá na Austrália. Sendo assim, um capitão de barco chamado Franz Van Derpoll, mergulhava e pescava o seu jantar quando viu dois tubarões dando voltas ao seu redor. Ou seja, não demoraria muito para que ele fosse atacado.

Por sorte, ele tinha uma companheira de quatro patas, chamada Sky, que também estava no barco. Ela notou o dono em perigo e agiu. O que ela fez é algo de arrepiar e que só prova como os pets são amigos dos donos. Descubra!

O que aconteceu

A Sky não pensou duas vezes antes de pular na água, que estava infestada de tubarões – porque não eram apenas dois deles. Assim, não mediu esforços para lutar pela vida do homem que o acompanhava durante boa parte da vida.

Foto: (reprodução/internet)

No entanto, essa história não tem o final feliz. O ato heroico da Sky custou a vida dela. Van Derpoll ficou totalmente desnorteado e quem contou a história toda foi a filha dele. “Talvez o meu pai tenha sido salvo pela Sky, quando adotou ela. Mas, foi ela quem o salvou”. 

Vale dizer que outra história parecida aconteceu em 2017. No entanto, o fato é que uma cadela foi devorada por um tubarão quando o seu dono jogou uma vara no mar para que ela pegasse, em forma de brincadeira. O fato foi no Sul de Sidney, na Austrália. 

5 – Ace

Na imprensa mundial, ele ficou chamado de “Ace, o bombeiro” e você vai entender como foi que ele chocou e emocionou os leitores de todo lugar. Ace é um Pitbull. Ele vive em Indianápolis, nos Estados Unidos. O dono dele é o Nick Lamb. E aqui começa o fato!

Foto: (reprodução/internet)

Nick tem apenas 13 anos e é totalmente surdo. Logo, Ace não foi adotado para ser o cão-guia dele, porém, acabou se tornando um salvador. Isso porque Nick estava sozinho em casa quando ela pegou fogo. Assim, a fumaça começou a se espalhar bem rapidamente.

O problema é que o menino não estava usando o aparelho de audição, então, não ouviu nenhum barulho de explosão. Por estar dormindo, ele não sentiu o cheiro inicialmente. Foi aí que o Ace, o seu cachorro, precisou pensar rápido e tomou uma decisão animal.

O que aconteceu

Ace correu até o quarto de Nick, onde ele estava dormindo. Então, acordou o seu dono a tempo, até que ele saísse sem se queimar. Diferente da última história, essa teve um final feliz, onde cão e dono não se machucaram e se salvaram. 

Foto: (reprodução/internet)

Por outro lado, a casa do Nick foi toda queimada. Ainda assim, isso serviu como base para que os moradores locais e de outras partes do mundo pudessem tomar mais cuidado com esse tipo de acidente que pode acontecer em todas as casas. 

A notícia é de 2014 e foi uma das mais visualizadas nos Estados Unidos. Na época, o menino deu uma entrevista confirmando o fato. Ele disse: “Meu cachorro lambeu o meu rosto e me acordou. Na hora, eu falei – parei com isso. Mas, depois senti o cheiro do fogo”. 

Bônus – Os cães heróis

Você sabia que atualmente existem os cães que são treinados para serem heróis? E isso acontece de verdade. Tanto é que eles são “convidados” a trabalharem junto com profissionais de salvamentos, como os bombeiros ou policiais militares. 

Foto: (reprodução/internet)

Assim, a combinação entre humano e animal pode se tornar totalmente viável para salvamentos de pessoas e até de outros animais. Tanto é que em várias partes do Brasil e do mundo isso já acontece em casos de desaparecimentos.

Também vale para a questão de buscas em matas, florestas, rios e desastres naturais ou soterramentos. Um dos motivos é que algumas raças possuem olfato e outros sentidos apurados, o que facilita essa busca por pessoas e objetos.

O treinamento de cães para farejar Covid-19

Leve em conta que recentemente várias notícias giraram o mundo mostrando que cães podem ser treinados para detectar a Covid-19. E isso pode acontecer em menos de um segundo, acredita? Assim, o resultado acaba sendo mais rápido que um teste de PCR comum.

O estudo foi feito pela Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres (LSHTM). Assim foi descoberto que esses animais podem detectar através das roupas em mais de 94% dos casos. O valor é um pouco abaixo dos testes PCR, que é de 97,2%.