Mulher encontra cadela na praia escondendo comida e decide adotá-la

ANÚNCIO
ANÚNCIO

A nova iorquina Megan Rose, durante suas férias na República Dominicana com seu namorado, que corriam como de costume, durante um passeio romântico na praia eles reconheceram algo que mudaria suas vidas.

ANÚNCIO

“Ficamos lá por 20 minutos e fomos para a praia, quando vi alguma coisa. Eu disse: ‘Eu acho que tem um cachorro lá.’ Meu namorado disse: ‘Não vá, não estamos aqui para isso.’”, disse Megan. Mas, a mulher não deu ouvidos ao namorado e foi ao encontro do animal. Quando viu a cadela, mais tarde chamada Rhumba, Megan notou que ela estava agindo de forma muito estranha…

Ficou claro que Rhumba estava perdida, com muita fome e sede. Então, Megan e seu namorado voltaram ao hotel para pegar algumas salsichas do restaurante, para de seguida voltarem para perto da cadelinha e lhe deram de comer. Assim que lá chegaram colocaram a comida em frente dela.

ANÚNCIO

Como Rhumba estava com muita fome, o casal esperava que ela devorasse a comida em poucos segundos. Mas, não foi esse o caso… Em vez disso, a cadela recolheu lentamente as salsichas entre as mandíbulas e fugiu.

“Ela pegou na comida e a enterrou a 10 metros de distância. Então ela voltou, deu uma nova mordida e enterrou a 15 metros de distância”, explicou Megan.

ANÚNCIO

Enquanto observava, a mulher entendeu o porquê de a linda menina se comportar dessa forma tão estranha. Rhumba preferiu enterrar a comida na areia, pois temia não conseguir encontrá-la mais tarde, ou que alguém ou algum animal a roubasse. Por outras palavras, ela colocou a comida de lado para “tempos mais difíceis”.

Depois disso, Megan sabia que tinha que fazer algo para ajudar a cadela. A mulher estava determinada em trazer Rhumba de volta a Nova York e contou com a preciosa ajuda de uma organização local de animais.

ANÚNCIO

Todo o processo de adoção decorreu sem problemas, exceto quando a cadelinha foi liberada da caixa de transporte, no aeroporto de Nova York. “Abrimos a jaula, Rhumba pulou em cima de mim e começou a urinar.”, disse Megan. “Apesar de tudo, eu me senti muito feliz.”

“Eu pensei que a minha capacidade de sentir amor por um cachorro era limitada … Então, eu a conheci e meu amor foi para um nível mais alto. Não há limite para amar essas criaturas.”, diz Megan.


Agora, Rhumba vive feliz em Nova York, com seus humanos e dois irmãos peludos. Compartilhe essa história emocionante com seus amigos e familiares! Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!


Fonte: LAOWLHistórias com valor