Se é alguém é capaz de abandonar um filhote doente e machucado no meio de um lixão a céu aberto, também é capaz de executar qualquer outro tipo de atrocidade…

O pequeno Gizmo foi descartado em um lixão por seu dono quanto tinha apenas um mês de idade.

Como se não bastasse, ele ainda tinha marcas de mordidas nas costas e uma de seus patas dianteiras havia sido amadoramente amputada – mesmo assim, o pequeno foi encontrado tentando escalar o lixo para encontrar restos de comida e subsistir.

O homem que viu sua situação o levou para casa, ciente de que o filhote estava muito fraco. Lá, o alimentou e lhe deu um bom banho quentinho, para que no dia seguinte eles pudessem ir ao veterinário.

Leia Também: Cadela é atropelada e momentos depois, dá à luz 3 filhotes saudáveis: ‘Uma guerreira’

Na manhã seguinte, a dupla foi ao veterinário, que tratou as feridas do cãozinho e descobriu que sua patinha havia sido arrancada em uma armadilha para raposas… 😥

Devido à perda de sua pata, o doguinho estava sentindo uma dor escruciante, o que fez o médico cogitar em amputar sua perna inteira, mas ele logo desistiu da ideia devido a idade do animal. No futuro, isso talvez volte a ser uma possibilidade.

Gizmo voltou para a casa de seu socorrista, aonde passou a morar com Luna, uma gatinha muito amigável.

Os dois se deram tão bem que mesmo quando a gata ficou doente, o pequeno não desgrudou dela. Ele passava os dias ao seu lado para confortá-la enquanto melhorava. Fofo!

Atualmente, Gizmo já foi adotado por uma família muito amorosa que também agendou uma data para sua cirurgia de amputação de perna. É um mal necessário, devido a dor que ele sente ali.

Assista ao resgate do cãozinho abaixo:

Leia Também: Urso bebê se descuida, cai em rio, mas sua mamãe chega a tempo e consegue salvar seu filhote


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!