ANÚNCIO

Nos meses em que viveu nas ruas, o cãozinho Tijolinho foi obrigado a lidar com pessoas horríveis, que o agrediam e o tratavam com crueldade como se ele não tivesse valor algum.

Felizmente, esses dias de violência ficaram para trás e o cachorro hoje foi acolhido por uma família amorosa.

ANÚNCIO

Leia também: Voluntários resgatam 7 filhotes enterrados no subsolo e os reúne com sua mãe biológica

Segundo Patricia Prates, de Aracruz (ES), tutora do cãozinho, ele foi espancado na rua por um grupo de delinquentes antes de ser encontrado por ela agonizando à beira do portão de sua casa.”[Também estava com muita] fome, sede e medo, muito medo”, relatou ela.

ANÚNCIO

A capixaba conta que costuma deixar uma vasilha com água fresca na calçada de casa para cães de rua andarilhos poderem se refrescar. Naquela tarde em questão, Tijolinho tentou beber daquela água, mas só viu o sangue dos seus ferimentos se misturarem ao líquido, deixando-o todo vermelho.

Ao ver aquela situação e ser tomada de comoção, Patricia pegou-o no colo, deu-lhe banho e levou-o a um médico veterinário, para que recebesse medicação. À noite, ela providenciou um lugar quente para que Tijolinho descansasse.

ANÚNCIO

Leia também: Cadela que foi furtada por criminoso retorna aos braços da mãe após dias de desespero

Semanas depois, o cãozinho estava melhor e enfim, pela primeira vez, fora acolhido por uma família.

“Eu não entendi na hora, mas depois apareceu aquela moça que todos os dias colocava água e comida na calçada, aquela que abriu o portão justamente na hora que eu passava, aquela que não me ignorou, pois todos da rua já tinham visto meu sofrimento… Hoje ainda moro na mesma rua , porém do portão pra dentro, sendo amado e cuidado!”, escreveu Patricia em um post no Facebook.

“Ah! Aquela moça que abriu o portão, é minha mãe agora, além de mim , ela tem mais 9 assim tipo eu! Quanto ao tio veterinário, vou lá as vezes tomar banho e vacinas! Sou muito feliz agora! Que bom que a mamãe abriu aquele portão. Que bom ser amado!”, concluiu. Felicidades, Tijolinho!

Você pode gostar: