ANÚNCIO

A cachorrinha Zelda tem muito a ensinar sobre entrega e lealdade.

Há alguns anos, ela foi resgatada e adotada temporariamente pela psicoterapeuta Seneca Krueger e logo ambas se tornaram muito próximas.

ANÚNCIO

Seneca assumiu a responsabilidade de ajudar a cadela a superar seus traumas: desde filhote, ela foi obrigada a conviver com situações de maus-tratos e abusos por parte de seus antigos donos.

Conforme ganhava a confiança da cachorra, Seneca acabou construindo uma linda amizade com ela – e vice-versa.

ANÚNCIO

“Acabamos ficando muito ligadas uma a outra”, conta a psicoterapeuta. Zelda ficou quatro meses vivendo na casa da mulher e se acomodou por ali, tendo certeza de que jamais deixaria a companhia de Seneca.

Leia Também: Pit bull desnutrida encontrada à beira da morte é resgatada e se recupera totalmente: “Ficou linda”

ANÚNCIO

Mas esse dia chegou – afinal, a adoção era apenas temporária.

“Quando Zelda começou a ganhar um pouco mais de confiança, decidi que era hora de encontrá-la um lar para sempre”, disse sua cuidadora. “Isso é o que você deve fazer como uma voluntária de cães; ajude-os a se adaptarem e depois se despeça alegremente sabendo que eles terão ótimas vidas.”

Após um viagem de 60 km, Seneca a entregou para sua nova família adotiva, mas a separação foi mais difícil do que a mulher havia pensado. “Eu tive que encostar na beira da estrada porque não conseguia enxergar através das lágrimas que desciam pelo meu rosto”, disse. “Pela primeira vez em meus 12 anos de adoção de cães, senti como se tivesse dado meu cachorro”.

Bem, apenas dez dias depois de se despedir, a psicoterapeuta recebeu a ligação que todo dono de cachorro tem medo – Zelda tinha desaparecido. Seneca imediatamente começou a procurá-la.

Uma equipe de busca de cães voluntária chamada START (Equipe de busca, rastreamento e recuperação) também recebeu a notícia do desaparecimento de Zelda. A equipe montou estações câmeras de trilha pela área, a fim de encontrar o paradeiro da cachorra.

“Eu passei horas no frio, seguindo trilhas de cães através de barrancos, pântanos congelados e campos tentando achá-la”, relembra Seneca. Dois meses depois, ela soube que Zelda havia sido vista em Minneapolis, a meio quilômetro da casa dela. Foi aí que Seneca percebeu que a cachorrinha estava tentando voltar para ela!

A psicoterapeuta conseguiu rastrear Zelda após muito sufoco e dessa vez, se dispôs à ONG Wags and Whiskers Animal Rescue para adotá-la em definitivo. “Ela era minha de novo, e eu estava mais determinada do que nunca em tê-la de volta”, disse.

“Foi um milagre, e o que mais você faz diante de um milagre?”, disse a mulher. “Pedi desculpas a Zelda por tudo e lhe assegurei que ela ficaria comigo para sempre.”

“Ela se tornou minha mais fiel companheira e nunca fica longe de mim”, completou. “Meus outros cães estão felizes por tê-la de volta também.”

Saiba mais assistindo ao vídeo abaixo:

Leia Também: Cachorrinha infestada de sarna é acolhida e tratada por santuário de animais na Índia


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!

Você pode gostar: