Mulher faz questão de passar a noite em abrigo aconchegando cãozinho no seu último dia de vida

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Watson é um cãozinho que, definitivamente, já passou por muita coisa nessa vida. Quando foi encontrado pela fundadora do abrigo Speranza Animal Rescue, Janine Guido, ele já estava preparado para partir desse mundo.

ANÚNCIO

“A primeira coisa que notei nele foram seus olhos”, disse Janine. “Ele parecia exausto – como se ele estivesse pronto para desistir da luta”. Watson estava hospedado em um veterinário desde quando um garoto o encontrou sozinho em um parque da Filadélfia, Estados Unidos, na semana passada. O jovem o levou para o local, pois o cão estava repleto de feridas infectadas e um grande tumor cancerígeno na perna traseira.

Infelizmente, o câncer havia dado metástase. No momento em que Watson foi transferido para o abrigo, ficou claro a todos que o cachorrinho queria apenas alguém para sentar ao lado dele. A única coisa que poderiam fazer nesse ponto era tentar mantê-lo confortável, e foi exatamente isso que Janine fez.

ANÚNCIO

“Tive a sensação de que as coisas não seriam boas no dia seguinte”, disse ela. “Eu não queria deixá-lo sozinho. Não quando ele mais precisava de mim”. Na última quarta-feira (14), Janine recolheu uma pilha de cobertores e camas para cães e se deitou com Watson, colocou seus braços ao redor dele e conversando com o cãozinho, que logo caiu no sono. A socorrista ficou ao lado do animal a noite toda.

ANÚNCIO

“Ele dormiu como uma pedra toda a noite, abraçou-me tão forte”, disse. “Eu chorei para dormir, e também acordei com lágrimas”. Pela primeira vez, ninguém sabe há quanto tempo, o cão dormiu nos braços de alguém que apenas o queria bem.

Quando acordou na manhã seguinte, Watson estava ainda mais cansado do que no dia anterior. Ele não estava comendo ou bebendo, e começou a andar em círculos. Infelizmente, esse cãozinho tão especial faleceu logo depois.

ANÚNCIO

“Estou tão agradecida que consegui mantê-lo acolhido em sua última noite”, disse. “Eu estava dizendo a ele o quanto ele era amado – e que sua vida era importante. Meu coração está partido, mas eu não mudaria nada”.

Mesmo que Janine não o conhecesse por muito tempo, o impacto que ela causou no cão aquela noite é algo que o deu paz, após tanto tempo. Ele sentiu, finalmente, acolhido para, assim, poder partir. Depois de uma vida de sofrimento, certamente esse gesto significou muito para ele.