Que animais melhoram consideravelmente nosso humor com suas gracinhas e lambidas isso todo mundo sabe, mas e se fosse usado como forma terapêutica? É isso que a The Hebrew Home promove!

Durante a pandemia, muitos idosos moradores de asilos ficaram isolados de seus familiares pelo risco de contaminação. Se sentido sozinhos, o fundador do programa de terapia com animais decidiu reativa-lo.

Leia também: Cachorrinho que parece um híbrido de cão e gato vira petcelebridade do Instagram

Os cachorros visitam idosos como Jeff e Eileen todos os dias, para os fazer companhia. E tamanho não é um empecilho, participam da terapia cães como Zeus, um Poodle, ou Kida, uma labrador marrom.

“Acariciar e brincar com os cachorros interrompe o dia e faz com que você se esqueça de si mesmo por um tempo”, diz Eileen.

É comprovado cientificamente que o contato com animais reduz problemas como dor, ansiedade, depressão, fadiga, stress e outros! Todos se beneficiam de um lar com bichanos correndo por toda parte!

No local ainda há gatos, mas esses são robôs. Extremamente realistas, é possível acariciá-los, brincar, conversar… e eles respondem com miados ou movimentos. Extremamente úteis para pessoas com alzheimer ou demência, os gatinhos ajudam muito no tratamento.

Apesar de tudo, não podemos dizer que a estadia na The Hebrew Home está sendo monótona, não é mesmo?

Leia também: Cadelinha em situação de rua abana o rabo ao ver pessoas chegando para resgatá-la