Viúva de 92 anos encontra em filhote motivos para sorrir após anos solitária

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Acho que ninguém merece estar só, não é mesmo?! Mas essa foi a vida da senhorinha de 92 anos, Sally Rewehooeern, da Holanda.

ANÚNCIO

Desde que seu marido morreu, em 1990, a idosa ficou sem ninguém, nem ao menos seus filhos que decidiram por rodar o mundo à fora. Foi só quando decidiu se mudar para os Estados Unidos, em Washington que as coisas começaram a se ajeitar.

Quero dizer, seu vizinho, em Mount Vernon, também havia sofrido uma perda. Seu querido cãozinho havia falecido há algum tempo. O que ela não imaginava era que dias depois o homem apareceria com um novo companheiro, o filhotinho de são bernardo chamado Brody.

ANÚNCIO

Até então, nada fora do normal. Até ela se deparar com o cãozinho de 15 semanas parado bem em frente à sua casa, na rua. Não demorou, é claro, para Sally morrer de amores por ele. Afinal, quem não iria?

Agora, ambos são melhores amigos. Constantemente, Brody é pego seguindo a idosa no quintal, até sua caixinha do correio e até mesmo ao lado de seu carro.

ANÚNCIO

Para a viúva, não havia problema algum, já que desde pequena sempre foi cercada por vários animaizinhos. Parecia que finalmente ela estava feliz e em paz com toda a alegria que o filhotinho depositou nela.

Veja só os dois:

ANÚNCIO