Uma das maiores colônias de pinguins do mundo desapareceu oficialmente

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Milhares de pinguins-imperador morreram após o colapso sem precedentes dos blocos de gelo marítimo e geleiras da Antártida nos últimos anos – agora, especialistas estão preocupados com a possibilidade de mais incidentes acontecerem conforme a temperatura do continente gelado continua a subir.

ANÚNCIO

Uma colônia em particular de pinguins-imperador estavam criando filhotes em uma massa de gelo marinho no Mar de Wedell, quando uma tempestade devastadora ocorreu há dois anos. Isso enfraqueceu o gelo e fez milhares de filhotes se afogar, disseram autoridades da ONG British Antarctic Survey (BAS).

De todas as espécies de pinguins, os imperadores são os mais altos e mais pesados ​​e precisam de pedaços resistentes de gelo marinho para criar seus filhotes.

ANÚNCIO

De abril a dezembro, o gelo precisa ser capaz de suportar o peso de centenas de milhares de pássaros, na época de acasalamento.

Infelizmente, imagens de satélite da área divulgadas esta semana pela BAS confirmaram oficialmente o total desaparecimento da colônia – que já faz parte de uma espécie quase ameaçada.

Peter Fretwell, membro do BAS que notou pela primeira vez o desaparecimento da colônia por satélite, teme que o gelo marinho mais fraco e as águas mais quentes possam significar mais perigo para os pinguins-imperadores em particular.

ANÚNCIO

“O gelo marinho formado desde 2016 não tem sido tão forte”, disse Fretwell à BBC. “Os eventos de tempestades que ocorrem em outubro e novembro estão durando mais do que o normal. Logo, estão havendo mais mudanças no clima da região do que prevíamos anteriormente. Antes a geleira era estável e confiável – agora está absolutamente insustentável”.


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!

ANÚNCIO

Tradução e adaptação por Portal do Animal, escrito por Gabriel Pietro, da matéria originalmente criada por The Dodo.