Policial adota cachorrinho que estava acorrentado em cerca no frio

Em Nova York, Michael Pascale, um oficial da polícia, estava de serviço em um dia frio após o Natal, quando encontrou um cachorro acorrentado em uma cerca durante a chuva. Vendo o cachorrinho tremendo de frio, o homem sabia que não podia deixá-lo ali.

Leia Também: Cachorrinha cega de 18 anos é abandonada em matadouro e chora para ser salva

Michael tomou a iniciativa de levar o cãozinho para sua própria casa. Fez questão de lhe dar muito amor e carinho. Além disso, ele gostou tanto do animal que o adotou! Agora Joey e ele são melhores amigos e estão muito felizes juntos.

A partir desse dia, o oficial começou a defender cães como Joey, que são negligenciados e abusados. O policial espera que a história de seu cão possa se tornar um exemplo para todos na maneira como tratam seus animais de estimação. “Eles nunca devem ser presos para sofrerem no frio.”, disse Michael.

Leia Também: Cachorro que ‘visitava’ diariamente a loja da Casas Bahia em Suzano é adotado por funcionário


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!

Caminhoneiro interrompe o trânsito na estrada para salvar uma corça
Esquilo preso em trilhos “pede ajuda” a humano para escapar
Soldado canadense resgata e adota chimpanzé que vivia em área de guerra do Iraque
Urso decide que o armário de uma casa é um bom lugar para tirar um cochilo
Veja o incrível laço de afeto entre este recém-nascido e seu cachorro
Cachorrinha rouba a câmera de seu dono e faz filme no quintal
Guarda de segurança quebra regras para ajudar cachorros em situação de rua
Idosa de 89 anos tricota mais de 450 cobertores para cães de abrigo
Homem com deficiência salta de cadeira de rodas e se arrasta para salvar gatinho em perigo
Gato se esconde em carro e aparece no velório de dona que morreu em acidente de ônibus
Morreu Grumpy, o gato que inspirou milhões com seus memes na Internet
Gato estraga fones de ouvido, dono reclama, e ele volta com uma cobra como “substitutivo”