ANÚNCIO

Na última segunda-feira (18), policiais de Mateus Leme, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (MG), prenderam um homem de 45 anos em flagrante por deixar um cachorro amarrado com a intenção de matá-lo por inanição (fome).

Segundo a Polícia Civil, o criminoso foi autuado por maus-tratos qualificado e levado a um presídio.

ANÚNCIO

Leia também: Após ser abandonado em lixão enrolado em uma toalha, cachorrinho bebê é finalmente resgatado

A delegada Ligia Mantovani explicou que as investigações começaram após denúncia anônima. Agentes foram até a casa do homem e viram que o animal estava amarrado junto a um chiqueiro, sem água, comida e sob sol forte.

ANÚNCIO

O cachorro estava muito debilitado e tomado de carrapatos e pulgas; além disso, estava com boa parte dos dentes quebrados e podres. De acordo com os policiais, ele foi resgatado com feridas, secreções e exalava mau cheiro parecido a um corpo em decomposição.

Leia também: Papagaio que gosta de rock canta clássicos de Guns N’ Roses e Led Zeppelin com perfeição

ANÚNCIO

“Vale lembrar que, em 29 de setembro de 2020, houve uma inovação legislativa que tornou possível a prisão em flagrante de quem comete o crime de maus-tratos contra cães e gatos, tendo a pena aumentado para até cinco anos de reclusão”, pontuou a delegada, que ressaltou ainda que já foi pedida à Justiça a prisão preventiva do investigado.

O cãozinho foi entregue provisoriamente aos cuidados de uma pessoa. “A Polícia Civil não compactua com a prática de crimes em desfavor de animais e está atenta às denúncias para atuar imediatamente na salvaguarda”, finalizou a delegada.

Você pode gostar: