Acorrentar e prender um cão em um mesmo espaço por horas, às vezes dias inteiros, é um dos atos mais cruéis e negligentes que um tutor pode fazer com seu doguinho de estimação.

Muitas vezes, a corrente machuca e deixa feridas abertas no pescoço do animal. Elas esquentam quando expostas ao Sol, fazendo o cachorro sentir ainda mais dor. Lamentável!

A cadela Violet foi submetida a uma situação como esta quando vivia com seu dono negligente no Condado de Miguel, Novo México, nos EUA. Ela foi encontrada fraca e cabisbaixa por uma equipe de resgate animal que fazia uma ronda de rotina por uma comunidade conhecida pelo alto número de animais em situação de rua.

As correntes enferrujadas que prendiam o pescoço de Violet mancharam sua pelagem branca, deixando-a amarelada, o que era uma prova da quantidade de tempo a que ela ficou submetida naquelas condições.

A pit bull foi retirada dali e levada ao abrigo da NMDOG, uma organização não-governamental focada no resgate e adoção de cães de rua. “Nós descobrimos que o seu antigo dono já havia sido preso e pouco ou nada cuidava dela na propriedade”, disse Angela Stell, fundadora e diretora do abrigo.

No abrigo, Violet recebeu cuidados veterinários. Um médico encontrou diversas queimaduras de sol pelo seu corpo, especialmente na região do pescoço, que tinha feridas abertas e carcomidas, com larvas depositadas se alimentando de sua carne.

Leia também: Menina gasta todas as suas economias para salvar cachorro doente e abandonado

Seu tratamento foi bastante lento e delicado – tanto fisicamente, quanto psicologicamente falando. “Ela estava com muito, muito medo quando a encontramos e ainda é um pouco tímida”, disse Angela.

“Se você levantar a mão para fazer alguma coisa ou mover a mão muito rápido, ela meio que se agacha e se encolhe, como se você fosse bater nela. Não consigo imaginar o que alguém fez para fazê-la agir assim. Mas estamos tentando prover a ela conforto e amor todos os dias, para que ela supere seus traumas”.

“Ela é muito gentil e está se abrindo aos poucos para nós”, disse Angela. “Ela adora brincar com os ursinhos de pelúcia do abrigo e de se enrolar no cobertor. Também gosta de passear e está aprendendo sobre o mundo ao seu redor, agora que jamais ficará acorrentada novamente”, complementou a diretora.

Bem, a história de Violet teve um final feliz!

Um ano depois de ser resgatada, a pit bull finalmente foi adotada e encontrou um novo lar adotivo.

O abrigo NMDOG compartilhou no Facebook: “Violet é filha única de uma grande e amorosa família. Seus donos a amam muito e querem que ela seja muito feliz em seu novo lar […]”. Tudo termina bem quando acaba bem!

Leia também: Família encontra seu cachorro perdido e adota seu amigo que nunca o abandonou nas ruas

Matéria escrita por Gabriel Pietro em exclusividade para o Portal do Animal. Siga-me no Instagram clicando aqui.

Compartilhe o post com seus amigos! 😉