ANÚNCIO

O pit bull ‘Blue King’ viveu por anos em um lar adotivo até que sua família se viu forçada a deixá-lo para trás devido à inúmeras dificuldades financeiras causadas pela pandemia de Covid-19.

Blue foi abandonado em um abrigo de cães que prometeu prover à ele uma nova família.

ANÚNCIO

Leia também: Mulher fica devastada ao descobrir que seu cachorrinho desaparecido foi sacrificado ‘por engano’

Entretanto, um ano se passou e o cachorro não foi adotado. Sem muito alarde, a direção do abrigo decidiu por transferi-lo para um canil superlotado, daqueles que permitem a eutanásia (morte assistida) de cães considerados ‘indesejados’.

ANÚNCIO

Era apenas uma questão de tempo até o pit bull ser colocado na fila da eutanásia.

O espaço que o animal vivia era deplorável: pequeno, sujo e abarrotado. Blue ficou deprimido e ansioso naquele lugar, e precisava de ajuda desesperadamente.

ANÚNCIO

Certo dia, um empático funcionário do canil trouxe sua refeição favorita para animá-lo, mas Blue se recusou a tocá-lá.

O abrigo acabou reconhecendo que Blue foi duramente atingido pelo abandono. Eles não queriam que um cão tão brilhante e amoroso fosse sacrificado por causa de sua solitude, então alguns funcionários se uniram para fazer uma campanha pela adoção do pit bull nas redes sociais.

A campanha repercutiu bastante online e chegou aos olhos de uma mulher que decidiu adotá-lo.

O primeiro encontro entre o cachorrinho e sua nova mamãe adotiva não poderia ter sido mais emocionante. Dias após descobrir Blue pela internet, a boa samaritana acolheu-o e levou-o para casa em definitivo.

Saiba mais assistindo ao vídeo abaixo:

Leia também: Ativista doa centenas de brinquedos a cães de abrigo que ainda aguardam adoção em SP


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!

Você pode gostar: