Mergulhador é pego sem querer por baleia gigantesca

Um mergulhador estava aproveitando as águas límpidas e cristalinas do Oceano Atlântico, na África do Sul, quando foi surpreendido por uma enorme baleia.

Era um dia claro e ensolarado de fevereiro, e Rainer Schimpf – que lidera expedições de mergulho há mais de 15 anos na AB Marine Dolphin e Whale Watching, organizações desportivas de mergulho – estava na água com uma equipe de documentaristas quando as coisas de repente ‘escureceram’ para ele.

“Tudo ficou escuro e senti uma pressão no meu quadril”, disse Rainer. “Uma vez que senti a pressão, soube instantaneamente que uma baleia havia me agarrado.”

Era uma Baleia-de-bryde, que pode chegar a 17 metros de comprimento e pesar até 40 toneladas.

“Não há tempo para o medo em uma situação como essa”, disse Rainer.

De alguma forma, o mergulhador conseguiu manter a calma e lembrar naquele momento extremo que as baleias são, afinal, animais gentis e que ele definitivamente não faz parte do cardápio delas.

Além disso, apesar de ter prendido Rainer em sua boca, a baleia não estava o machucando realmente, e logo o mergulhador percebeu que o animal o soltaria.

VEJAAprenda a fazer deliciosos e saudáveis biscoitos para seus cachorros

“A baleia [era] consideravelmente maior que Rainer e ele percebeu que resistir seria fútil”, disse Alan Straton, porta-voz da AB Marine.

O experiente mergulhador só teve que esperar a baleia perceber que ele não era um peixe, e logo em seguida libertá-lo.

“Ele se certificou de ter ar nos pulmões e relaxou, sabendo que a garganta da baleia é pequena demais para engoli-lo; ela acabaria por expulsá-lo se tentasse”, disse Straton.

A equipe de Rainer conseguiu tirar algumas fotos enquanto ele estava preso nas mandíbulas da baleia antes de ser libertado alguns segundos depois.

“No momento seguinte, fui solto de sua boca”, disse. “Isso me dá uma conexão com a baleia que eu não acho que mais ninguém tenha… Tenho certeza que foi uma surpresa para a baleia também.”

A equipe do documentário estava à procura da incrível “corrida das sardinhas” , um movimento migratório fenomenal de peixes e outras formas de vida marinha ao longo da costa da África do Sul – mas acabaram tendo uma surpresa ainda maior.

“Esses gigantes sencientes do oceano não são animais maldosos”, acrescentou Straton. “Esta é mais uma razão para proteger e cuidar delas e de todas as criaturas do mar.”

VEJAAprenda a fazer deliciosos e saudáveis biscoitos para seus cachorros


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!

Tradução e adaptação por Portal do Animal, escrito por Gabriel Pietro, da matéria originalmente criada por The Dodo.

Esse comercial da Google sobre a amizade entre animais é a coisa mais fofa que você verá hoje
Nova vacina contra Leishmaniose pode imunizar e tratar cães infectados
Homem abre a porta do seu apartamento – e encontra toda uma gangue de animais do lado de fora
23 fotos hilárias que provam que as crianças não podem viver sem um animal de estimação
Conheça Dominique, o cãozinho que tem casa própria equipada até com câmeras de segurança!
Cãozinho abandonado salva mulher em acidente de carro e é condecorado como herói
20 pessoas que não queriam pets e agora não vivem sem eles
Nova vacina contra Leishmaniose pode imunizar e tratar cães infectados
20 pessoas que não queriam pets e agora não vivem sem eles
23 fotos hilárias que provam que as crianças não podem viver sem um animal de estimação
22 animais que dominam a habilidade de encontrar os lugares mais aconchegantes possíveis
30 vezes em que pessoas que alugaram apartamentos Airbnb conheceram os mais fofos e inesperados animais