ANÚNCIO

Olha que história curiosa: há alguns dias, um grupo de crianças de uma comunidade rural nas Filipinas estava brincando quando uma delas ouviu um grito semelhante à de um bebê, advindo da mata.

A menina então gritou de volta, mas não obteve retorno. Ao se aproximar, ela e seu irmão, Ken Dominic, encontraram um buraco com 1 metro de profundidade de onde o som emanava.

ANÚNCIO

Lá dentro, eles viram um filhote de cabrito preso que não conseguia sair dali de jeito algum. “No início achamos que era uma outra criança. […] Ficamos chocadas ao ver o cabrito. Nossa casa fica perto de onde o encontramos; nem sabíamos que havia cabras e cabritos perambulando por aí”, disse Dominic.

Ele e sua irmãzinha conseguiram tirar o animal dali e o levaram para casa. Lá, o alimentaram com uma mamadeira de leite enquanto perguntava aos vizinhos se o filhote pertencia a algum deles.

ANÚNCIO

“Ninguém o reivindicou”, disse Dominic. “Então decidimos mantê-lo durante a noite para continuar procurando seus donos no dia seguinte”.

ANÚNCIO

Naquela noite, Dominic se certificou de que o cabrito fosse bem alimentado e aconchegado. “Aprendi que eles são muito sensíveis ao frio”, disse ele. “Nós o abraçamos para provê-lo calor”.

Bem, na manhã seguinte, Dominic e sua família voltaram a procurar alguém que pudesse ser o dono do filhote. A busca os levou a uma área ainda mais remota a cerca de 30 minutos de distância a pé (5 km), onde poucas pessoas vivem. Foi quando algo incrível aconteceu.

“Antes de encontrar outra família ou outro ser humano, encontramos um rebanho de cabras”, disse o rapaz. “Parece que elas vagam livremente.”

Pra ficar ainda mais incrível, eles descobriram que o grupo de cabras possuía, assim como o filhote, um punhado de pelos brancos no topo da cabeça – indicando uma relação de parentesco entre elas.

Não demorou muito para o rebanho de cabras reconhecer o bebê que Dominic segurava à distância. Ele não chegou muito perto, para não assustá-las.

Em vez disso, ele colocou o filhotinho no chão e o empurrou na direção de sua família.

“Todas as suas caudas estavam balançando ansiosamente. A mamãe correu em direção ao cabrito e ele começou a mamar”, disse Dominic. “Nossos corações estavam cheios. Isso me deu uma felicidade pessoal pura e sem filtros.”

O rebanho de cabras, com o bebê a reboque, então vagou pacificamente fora de vista. Tudo terminara bem, enfim.

Dominic garante que jamais irá esquecer dessa experiência. “É muito gratificante salvar alguém que precisava ser salvo”, disse ele. “Uma grande lição para mim é que se tivéssemos a chance de ajudar alguém ou qualquer animal incondicionalmente, nós a aproveitaríamos.”

Assista ao vídeo:

Você pode gostar: