Instituto Luisa Mell acolhe cadelinha com anemia e a interna em hospital para ajudá-la a recuperar

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Se o pessoal do Instituto Luisa Mell pudesse resumir a cadela Titinha em apenas uma palavra, seria “resiliente”.

ANÚNCIO

Isso porque a cachorrinha de meia-idade já passou por quase tudo nesta vida: foi adotada e infelizmente abandonada por uma família, passou anos vivendo em situação de rua e, mais recentemente, recebeu acolhimento no abrigo da entidade, onde recupera-se de uma série de problemas de saúde.

Leia também: Gatinho resgatado sem orelhas vira xodó de abrigo graças a seu jeitinho fofo e amigável

Titinha está anêmica, com sarna e algumas outras doenças oportunistas que se alojaram em seu corpo, aproveitando-se da baixa imunidade dela.

ANÚNCIO

Leia também: Família muda de casa e deixa cadelinha pit bull para trás: ‘Precisa de um novo lar urgente’

Com sorte, agora que ela foi resgatada das ruas, há – muita – luz no fim do túnel: a cadela tem se recuperado gradativamente do estado em que estava e em breve, quando estiver 100%, será disponibilizada para adoção.

ANÚNCIO

Desta vez, esperemos, direto para um lar que a ame e preze por sua saúde.

“Um beijo da Titinha pra vocês nesse domingo, ela é uma de nossas pacientes internadas aqui no nosso hospital ♥️ em breve receberá alta”, escreveu o Instituto Luisa Mell em um post compartilhado no Instagram, onde apresenta a cachorrinha para o mundo:

ANÚNCIO

Você pode adotar Titinha e outros cachorros do Instituto Luisa Mell clicando aqui.