Homem não hesita em salvar urso da morte mesmo sabendo que poderia acabar na cadeia

Todos os dias temos de tomar decisões em nossas vidas. Quando nos tornamos adultos, essas decisões podem trazer consequências bem mais pesadas do que nós podíamos esperar. Mesmo que façamos as coisas com a melhor das intenções, perante a lei, nem sempre nossas ações são vistas com bons olhos.

Corey Hancok é um fotógrafo. Ele estava fazendo uma caminhada no Oregon nos Estados Unidos, quando descobriu um filhote de apenas três meses de idade que parecia estar quase morto.

“Ele tinha apenas 60 cm de tamanho, estava deitado de costas e parecia morto. Seus lábios estavam azuis. Seus olhos estavam abertos, mas embaciados. A chuva estava caindo e mergulhando em sua barriga”, escreveu Corey no Facebook.

A cria de urso estava precisando desesperadamente de ajuda. Claramente que Corey estava receoso em ajudar o animal. Seu maior medo era que a mamãe urso estivesse por perto e o atacasse, pensando que ele queria roubar seu filhote. Após uma rápida foto, o homem deu uma olhadela no local para se certificar que a progenitora não estava por perto e se inclinou para pegar o animal.

“Os minutos passaram e a chuva encharcou seu corpo quase sem vida. Às vezes, ele movia suas pernas. Foi a única indicação que eu tive que me mostrou que ele ainda estava vivo. Eu sabia que ele não iria sobreviver muito tempo nestas condições. Mas o que podia eu fazer? Eu estava ciente de que cada momento de hesitação colocaria tanto o pequeno urso como eu em perigo. Pensei na minha própria casa quando eu era bebê. O urso parecia tanto com uma criança. Será que vou ter que assistir à morte dele na chuva? Não… Eu tinha que fazer alguma coisa”, disse Corey.

Não havia nas redondezas nenhum urso, então o fotografo decidiu ajudar o filhote. Após percorrer mais de 2km até ao carro, ele se dirigiu para Salém, sua cidade Natal. Em um momento o ursinho parou de respirar. Corey teve que fazer respiração boca- a- boca e graças à sua rápida intervenção o animal voltou a respirar novamente.

Ao chegar ao Turtle Ridge Wildlife Center, um centro especializado para animais selvagens, foi diagnosticado que o bebê estava severamente desnutrido e desidratado, prova de que a mãe urso já não estava por perto por um longo tempo.

Ele foi batizado de Elkhorn, nome da região onde foi encontrado.

Muitos especialistas não concordaram com o resgate e achavam que Corey deveria ter deixado o animal onde ele estava e que deveria ser punido pelos seus atos. De acordo com o Departamento de Pesca e Vida Selvagem, uma agência governamental de Oregon, Corey poderia ter sido condenado a uma multa de 6000 dólares ou prisão até um ano. Porém, os policiais da cidade afirmaram que não iriam punir Corey pelo seu ato! Afinal ele salvou uma vida!

Corey agiu bem ou mal? Deveria ele ser punido por salvar a vida de um filhote?
Quanto a nós, isso não faz o menor sentido! Uma vida é UMA vida e Corey fez o que deveria ser feito. E você o que acha? Deixe sua opinião nos comentários.


Você gostou desta matéria? Conhece alguém que a gostaria de ler? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!

Exausto e de olhos lacrimejantes. Urso polar aparece em cidade na Sibéria
Jovem recebe visita “mágica” de pequena borboleta e comove as redes sociais
4 quadrinhos hilários explicando porque os gatos são melhores que os cachorros
Vídeo viral flagra baleia gigantesca emergindo do oceano ao lado de barco pesqueiro
Cachorro perdido pede ajuda em farmácia e recebe o melhor atendimento que podia imaginar
Cachorro abandonado com cadeirão e TV pensava que seu dono voltaria para pegar ele
4 ingredientes naturais que ajudarão a fortalecer as articulações do seu cachorro
Cachorro que ‘visitava’ diariamente a loja da Casas Bahia em Suzano é adotado por funcionário
Gato se esconde em carro e aparece no velório de dona que morreu em acidente de ônibus
Morreu Grumpy, o gato que inspirou milhões com seus memes na Internet
Gato estraga fones de ouvido, dono reclama, e ele volta com uma cobra como “substitutivo”
Gatinha recém-nascida não para de sorrir após ser resgatado das ruas