João de Souza Araújo sempre colocava comida e água debaixo de uma árvore em frente a sua casa. Mas, ele achava que isso não era suficiente – queria ajudar mais animais e desgostoso com o abuso que muitos desses cães sofrem, ele teve uma bela ideia e construiu um restaurante que chamou de “Fome Zero” para os cães que mais precisam.

O restaurante possui um teto para proteger os alimentos do sol e da chuva, além de um recipientes para alimentos e um sistema especial de abastecimento de água e iluminação para a noite. Há muito tempo, João cuidava dos cachorros sem-teto da região onde mora, mas agora o local é mais organizado, mais fácil de encher e mais confortável para os animais que terão comida e água 24 horas.

João diz que não sabe quantos animais podem se beneficiar do restaurante. “Funciona 24 horas com comida e água para qualquer cachorro que passa.”

Por enquanto, João financiou a alimentação desses animais e conta com a ajuda de sua mãe para transportar a comida diariamente. O bebedor trabalha com um sistema que suporta 20 litros de água e o recipiente é fornecido toda vez que está vazio.

“A fome é a mesma para humanos. A diferença é que as pessoas podem falar, os animais não podem “. O desejo de cuidar dos animais tornou-se ainda mais intenso depois que o cão que ele tem em sua casa foi diagnosticado com câncer.

“Temos que lhe dar remédios e cuidar bem dele. Ele tem uma ferida no nariz que não fecha completamente, mas com remédios ele vai curar.”

João está feliz agora que os cães podem comer e beber água o dia todo. “Eles sempre foram muito inteligentes. Quando eu estava lá em casa, eles sabiam a hora certa; sempre que vinham pedir comida, já era tarde. Agora será o tempo todo.”

Ele ainda não sabe quanta comida é necessária para abastecer o restaurante, mas a satisfação dos primeiros ‘clientes’ é suficiente para o esforço que João fez.

Muitas pessoas celebraram a ótima ideia e expressaram sua intenção de doar alimentos para o projeto.

Assista: