Gato desaparecido se reencontra com seus pais adotivos após 6 anos dado como morto

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Um gato que ficou desaparecido por mais de seis anos finalmente se reuniu com seus donos depois que eles pensaram que ele havia morrido.

ANÚNCIO

O gato preto, chamado ‘Jimi Hendrix’, está de volta com sua família depois que uma instituição de caridade escaneou seu microchip e usou o Facebook para reuni-los uma vez mais.

Leia também: [VIDEO] Cães de rua ajudam pug cego a atravessar a rua e comovem web: ‘Amizade de milhões’

ANÚNCIO

A dona de Jimi, Joanna Farmer, presumiu que ele havia morrido depois que escapou da janela aberta de um amigo em Torquay, Cornwall, em agosto de 2016.

Joanna e seu marido Nik procuraram Jimi por toda parte, mas não tiveram sorte.

O tempo passou e o casal se mudou, e agora mora em Brixham com seus três filhos de seis, quatro e dois anos. O outro gato deles, Frankie, faleceu e eles recentemente ganharam um terceiro gatinho.

ANÚNCIO

Mas na semana passada, um gato preto de rua foi denunciado à instituição de caridade Hector’s House, com sede em Torquay, depois de ser visto em uma casa perto de onde o casal morava.

A dona da casa mora longe da propriedade, mas notou em sua câmera de segurança que o gato dormia regularmente em um capacho.

ANÚNCIO

Voluntários da instituição de caridade notaram o gato quando foram inspecionar a casa, mas estavam muito cautelosos para serem abordados, então usaram uma armadilha para prendê-lo.

A instituição de caridade examina todos os gatos que chegam aos seus cuidados e, quando Jimi foi examinado por voluntários, eles descobriram que ele havia sido dado como desaparecido, embora os detalhes de contato do proprietário estivessem desatualizados.

A ONG postou um apelo no Facebook na tentativa de encontrar o dono, e logo Joanna ficou sabendo e entrou em contato.

Ela finalmente se reuniu com seu gato em uma visita emocionante no fim de semana na sede da instituição de caridade em Torquay, e agora começou o processo de introduzir Jimi lentamente em sua casa.

Joanna disse: “Nós vasculhamos a área por semanas, mas não havia sinal dele. Tivemos alguns avistamentos, mas nenhum acabou por ser ele. Nós nos mudamos de novo, e eu meio que perdi a esperança até então.

“Foi horrível, fiquei absolutamente devastada. As pessoas dizem: “É só um gato”, mas ele cuidou de mim durante a gravidez, costumava abraçar minha barriga. Ele era o gato mais amoroso.

— Ele tinha dois anos quando sumiu, e foi a última vez que o vi até ontem. Esperei no curral, e acho que havia algo ali quando ele olhou para mim. Ele olhou direto para o meu rosto e se aproximou da minha mão, como costumava fazer. Chorei nesse dia”.

Leia também: Gatinha se torna guardiã de bebê antes mesmo dela nascer: ‘Trata ela como uma irmã’, diz mãe

Compartilhe o post com seus amigos! 😉