ANÚNCIO

Por mais que amemos uma boa história de cachorro , estamos cá para contar histórias sobre qualquer espécie e esta não fica nada atrás de qualquer outra história, muito pelo contrário.

Conheça Janet Adamowicz, a dona de ‘Boo’, que ficou de coração partido quando seu amado gato desapareceu em 2005, aos quatro anos de idade.

ANÚNCIO

A senhora colou pôsteres de Boo em postes de iluminação em Harrogate, West Yorks. e colocou um anúncio no jornal local.

Mas depois de um ano Janet perdeu a esperança e acabou decidindo adotar dois outros gatos, o Ollie de três pernas em 2008 e o Tessie em 2014.

Então, quando Janet recebeu um telefonema do veterinário para dizer que Boo tinha aparecido, imagine seu choque.

ANÚNCIO

Boo, agora com 17 anos de idade, foi encontrado misteriosamente a 64km de distância em Pocklington, East Yorks.

Janet disse: “Recebi uma ligação na quinta-feira me avisando que tinha um gato desaparecido.”

ANÚNCIO

“Eu disse ‘eu acho que não, estão os dois aqui’ – mas eles disseram que tinham visto no sistema onde dizia que eu tenho um gato chamado Boo.”

“Eu achei tudo muito estranho, mas mesmo assim fui no veterinário e não conseguia acreditar quando cheguei e eles a tinham lá – e que ela ainda se lembrava de mim.”

“Eu não sei onde ela esteve, acho que possivelmente perdida, mas alimentada por estranhos – ou pegando sua própria comida.”

Apesar de estar um pouco desidratada, Boo gozava de boa saúde.

Ela foi levada para a Wicstun Vets em York, por uma senhora que não deixou seu nome ou detalhes – além do fato de que o gato esteve em volta de sua casa durante algumas semanas.

A sra. Adamowicz, que viveu em Harrogate durante toda sua vida, disse: “Boo era muito animada e gostava do ar livre e da aventura – mas sempre voltava para casa.”

“Nós não sabemos como ela conseguiu fazer esse 64 quilômetros, mas poderá ter sido por muitas razões. Mas chegar aos 17 anos como um gato de rua – é realmente notável.

“Apesar de ter apenas quatro anos de idade quando desapareceu, ela ainda se lembra de mim e tem sido minha sombra desde que cheguei em casa.

“Os outros dois gatos não estão impressionados, mas espero que Boo esteja finalmente em casa para sempre.”

Boo gostava da vida em família quando era jovem e, embora fosse pra fora de casa várias vezes, sempre voltava para casa à noite.

A Wicstun Vets disse que não havia um ‘olho seco no prédio’ quando Janet finalmente se reuniu com Boo.

Os veterinários usaram dados de microchip de 2001, que vieram com o nome de Boo e o número de celular de Janet.

Os veterinários asseguraram que todos os donos de animais de estimação têm seus gatos com microchips apenas para o caso de desaparecerem.

Um porta-voz da Wicstun disse: “De alguma forma ela viajou para mais de 64 quilômetros de distância de casa – ela poderia ter feito isso na semana passada ou há 13 anos atrás.”

“Não é incomum que gatos durmam em vans, infelizmente ao acordar podem encontrar-se a muitos quilômetros de distância de onde deveriam estar.”

“No entanto, Boo reconheceu sua mãe imediatamente e em poucos minutos as duas estavam desfrutando completamente de esfregações faciais, abraços e miados.”

“Podemos dizer a você que não havia um olho seco no prédio. Tudo graças a um microchip implantado 17 anos atrás e mantendo os detalhes atualizados.”

Estamos chocados pelo fato de Janet não ter mudado seu número de celular em 13 anos, na verdade.


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado

Tradução e adaptação Portal do Animal – Fonte: LadBible
Crédito de imagem: SWNS

Você pode gostar: