Gatinho abandonado e com anemia recebe ajuda de abrigo e se recupera totalmente

ANÚNCIO
ANÚNCIO

No final do ano passado, a ativista e voluntária Laura Malone, diretora da ONG Mini Cat Town, um centro de resgate de gatos em San José, na Califórnia (EUA), deu as boas-vindas a um doce gatinho que precisava de ajuda e de um lar adotivo.

ANÚNCIO

Batizado de ‘Yeti’, o felino chegou coberto de pulgas e sujeira, mas com os devidos cuidados se transformou em um lindo bichano.

Apesar de seu tamanho diminuto, Yeti conseguiu comer um tanto assim que foi resgatado. O gatinho é um guerreiro e sempre desejou se recuperar logo para poder brincar com os outros felinos resgatados. Ele estava bem abaixo do peso e perdido, pois não sabia o que havia acontecido com sua mãe e ninhada.

No abrigo, Laura virou sua mãe adotivo, e começou seu tratamento priorizando os problemas de estômago de Yeti. Ele tinha problemas para comer sozinho, então os voluntários tinham que alimentá-lo com uma seringa a cada duas horas.

ANÚNCIO

“Eu o estava alimentando com cuidado, pingando fórmula em sua língua e esperando que ele engolisse aos poucos”, disse Laura ao portal Love Meow.

Graças a todos os cuidados que recebeu desde sua chegada, uma cama quentinha e um brinquedo que lhe fizeram companhia, Yeti começou a dar sinais de melhora.

ANÚNCIO

Em pouco tempo, ele também finalmente descobriu como beber da mamadeira. Foi uma grande mudança para o pequeno que finalmente deixou de ser alimentado com ajuda de seringa e passou a tomar a mamadeira com tanta energia que parecia que não havia amanhã!

Leia também: Abrigo resgata cachorrinho com sarna que foi abandonado amarrado a uma lixeira no Paraná

ANÚNCIO

“Ele aprendeu e queria beber da mamadeira sempre. Tive que segurar um pouco pra ele não exagerar”, disse Laura.

A cada nova refeição, Yeti se sentiu um pouco melhor. Com o passar dos dias, ele já estava forte o suficiente para se levantar e até começou a massagear alegremente o cobertor.

Graças ao seu apetite voraz, o doce gatinho foi ganhando peso, tornando-se mais ativo a cada dia e deixando surgir sua personalidade inquieta. “Na hora das refeições, eu tinha que acordá-lo e ele miava muito fraco. Agora, ele me espera na porta e exige comida sempre”, disse a dona.

De fato, Yeti virou uma mini-máquina de comer e se aventurar: “Ele não se contenta mais em comer, ir ao banheiro e voltar para a incubadora. Agora, são necessárias algumas voltas exploratórias no solo”, contou Laura.

O adorável gatinho logo começou a crescer e desenvolver todas as suas habilidades felinas; seus traços siameses ganharam destaque ao término do segundo mês de resgate, e sua personalidade encantadora finalmente emergiu.

Leia também: Família adota e transforma personalidade de cachorrinho medroso e introspectivo de abrigo

Desde que chegou ao lar adotivo, o bichano tem sido acompanhado por um amigo fofinho chamado “Dog” toda vez que tira uma soneca.

Então, quando chegou a hora de encontrar seu lar definitivo, Yeti e seu amado brinquedo tiveram que ficar juntos.

Quando Yeti atingiu idade suficiente para começar um novo capítulo em sua vida, ele foi adotado por um dos voluntários do abrigo de Laura, ganhando acolhimento definitivo – e amor de sobra pra receber.

Não demorou muito para o gatinho se adaptar à sua nova vida e casa, e assim que ele chegou em sua nova casa com seus humanos, ele tirou uma longa soneca ao lado de seu brinquedo e melhor amigo.

Agora, aquele filhote de outrora se transformou em um lindo gato siamês, chamado Labeija – queridinho de seu lar e membro indispensável da família.