Com apenas algumas horas de vida, essa gatinha foi encontrada por Chris, um salvador de animais que vive em Los Angeles. Ele imediatamente começou a aquecê-la pois estava congelada de frio – Cris não sabia se ela escaparia, mais fez de tudo para conseguir deixá-la o mais aquecida possível, e então ela lentamente voltou a si.

Agora ela precisava desesperadamente de um lar temporário que pudesse prestar cuidados ao longo do dia. Chris entrou em contato com Hannah Shaw, fundadora do Orphan Kitten Club, que  se dirigiu à cidade para buscá-la.

“Esses pequenos não conseguem regular a temperatura do corpo. Nessa idade, eles não têm reflexo de vômito”, disse Hannah no YouTube. Ela a chamou de Rosalita.

Ela era frágil, mas seu coração estava forte. Eles sabiam desde o início que ela era uma lutadora. Naquela noite, Rosalita dormiu em uma incub adora, mantida limpa e com a barriga cheia.

Hannah observou seu peso para garantir seu crescimento. As primeiras 24 horas foram um pouco difíceis, pois ela precisava ser alimentada com sonda a cada duas horas. Assim que Rosa recuperou suas forças, ela conseguiu comer de uma seringa.

Dias depois ela abriu os olhos e começou a olhar ao redor do mundo em que vivia. Uma semana depois, ela já queria explorar fora de sua incubadora e descobriu seu lado aventureiro.

Hannah a incentivou a fazer pequenos passeios e logo sua visão, audição e coordenação melhoraram rapidamente em 3 a 4 semanas, e ela começou a responder ao som e a interagir com o mundo ao seu redor mostrando seu lindo sorriso. 


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!