No início do ano passado, Salami, uma linda gatinha de pelo escuro, começou a frequentar a casa de Ida Floreak, uma pintora que mora em Nova Orleans (EUA).

A felina entrava na casa da pintora sem fazer muita cerimônia, como se aquele lugar fosse dela 😂

O motivo? Salami se apaixonou pelo gato de Ida.

“Ela veio e realmente gostou dele”, disse a pintora. “Eles se deram bem, mas era aparente que ela estava mais interessada nele do que ele nela. Definitivamente, estava claro que ela vinha aqui para vê-lo.”

Com o tempo, Ida passou a deixar comida para Salami, o que cristalizou a frequência em que a gata aparecia, isto é, todos os dias pela manhã.

Entretanto, depois de algumas semanas, a mulher começou a perceber que a gatinha estava ficando com a barriga cada vez maior… Salami estava grávida!

“Meu objetivo era poder levá-la para ser medicada e vacinada”, explicou a mulher. “Mas antes que ela estivesse confortável o suficiente para isso, ela ficou grávida.”

Leia Também: Polícia abre investigação para encontrar criminoso que matou 2 cachorros com saco plástico

Durante o ciclo de dois meses de gravidez da felina, ela começou a ficar mais dependente de Ida e seus cuidados, inclusive os banhos e cafunés, coisas que não aconteciam anteriormente.

O que a mulher não esperava era que a pequena iria escolher sua casa para dar à luz. “Ela chegou às cinco da manhã chiando de uma maneira fora do normal”, disse Ida. “Então eu a deixei entrar e ela começou a ter seus bebês por volta das 8 ou 9 da manhã.”

“Fiquei surpresa porque pensei que, quando ela os tivesse, não a veria por algumas semanas”, acrescentou.

Apesar da surpresa, a mulher não a negligenciou. Pelo contrário, ela preparou um cantinho confortável para a felina. O que a permitiu dar à luz quatro filhotinhos lindos e saudáveis.

“Eu estava super nervosa por nunca ter visto ou feito algo assim antes”, disse Ida. “Mas parando para observá-la, ficou claro que ela sabia exatamente o que fazer. Foi uma experiência realmente intensa.”

Devido a quarentena, os pequenos cresceram por dois meses na residência.

“Ela é uma mãe incrível”, disse Floreak. “Ela é super atenciosa e doce.”

Mas assim que cresceram o suficiente, a mulher os entregou para um abrigo, que garantiu um lar adotivo para os filhotes logo em seguida. Já Salami passou a morar com Ida, que é o primeiro pet que ela adota de fato na vida. Excelente decisão!

Leia Também: Cachorrinha resgatada à beira da morte acaba por se recuperar totalmente e fica linda


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!