Galinhas são maquiavélicas e boas em matemática, diz estudo

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Parece exagero dizer, mas as galinhas são a espécie de maior importância para os seres humanos, e por diversos motivos: como alimento, são uma das fontes de proteína mais baratas e abundantes – além da sua carne, as galinhas fornecem ovos, base alimentar para mais de um bilhão de pessoas mundo afora.

ANÚNCIO

Segundo um estudo da OMS, 90% dos lares da África Moderna domesticam galos e galinhas em casa.

Elas dominam o mundo e não sabemos: a população mundial ultrapassa os 25 bilhões de galinhas, galos e frangos!

ANÚNCIO

E para quem acha que essas aves são estúpidas e passivas, lhe convidamos a repensar sua visão de mundo.

Uma pesquisa conduzida pela revista científica Animal Cognition, a inteligência dos galináceos tem sido subestimada há séculos, pois essas aves possui capacidade mental superior às das crianças humanas.

De acordo com os cientistas envolvidos no estudo, as galinhas são, de fato, excelentes na arte da enganação: galos, por exemplo, chamam as galinhas para comer mesmo quando não há comida, apenas para as fêmeas. Sim, eles inventaram a ’tática’ de chamar alguém para ver Netflix!

ANÚNCIO

Na época de acasalamento, os galináceos costumam cantar mais baixo do que normal para não avisar os outros galos, – rivais, – de que há galinhas por perto.

Trata-se de uma tática conhecida como Inteligência Maquiavélica, de manipulação social, identificada em apenas um punhado de espécies de mamíferos, incluindo os primatas.

ANÚNCIO

Parece piada, mas as galinhas entendem um pouquinho de números! Com apenas cinco dias de vida, os pintinhos já entendem noções de quantidade, soma e subtração. Centenas de espécies de animais conseguem sentir a passagem do tempo, mas as galinhas conseguem manipular psicologicamente noções de passado e futuro, tal qual os seres humanos.

Interessante notar que as galinhas são aves bastante comunicativas – elas têm 24 formas diferentes de se comunicar com a voz, além de outras formas de se comunicar visualmente.

Assim como os macacos e outras aves se comunicam de maneiras diferentes a depender da situação, as galinhas também são capazes de fazer isso, naquilo que a comunidade científica chama de comunicação referencial. Dentre as formas de manipular a voz, há uma alarme sonoro específico para predadores voadores e outro para predadores terrestres.

As fascinantes descobertas sobre as galinhas não param por aí. Cientistas chegaram à conclusão que as galinhas são capazes de lembrar até 100 rostos diferentes. Mais: elas são, em matéria de DNA e código genético, os descendentes mais próximos do mítico Tiranossauro Rex. Imagine só um dinossauro desses capaz de fazer contas de matemática, lembrar 100 rostos, enganar pessoas e ainda medir 5 metros de tamanho e pesar 10 toneladas!


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!

Adaptação por Portal do Animal, escrito por Gabriel Pietro, da matéria originalmente criada por R7.