Você já parou pra pensar quanto tempo um cão espera para ser adotado em um abrigo? O antes e depois dessa longa demora pode ser surpreendente.

Está é uma foto tirada há quatro anos de Grey, um pit bull de raça mista:

Dá pra perceber a alegria e a animação que ele tinha no dia da foto. Dá até uma vontade de adotá-lo, não é?

Já a foto abaixo foi tirada dois anos depois. Grey vive em um abrigo da ONG Humane Society do Condado de Calhoun, nos EUA. Ele ainda está bem animado, apesar do longo tempo (ainda) esperando ser adotado.

De acordo com voluntários do abrigo, o antigo dono do pit bull não tinha mais condições de cuidar dele e o entregou aos cuidados da ONG.

Nesse meio-tempo, a mãe e o irmão de Grey foram adotados – mas o cãozinho não.

Aos poucos, aquela animação e vigor do pit bull foram se perdendo com o passar do t empo. A família adotiva que ele tanto sonhava ter foi ficando cada vez mais distante…

“Ele sempre tratou as pessoas com muita delicadeza e amor”, diz Shelly Hunt, presidente do conselho da “Calhoun Country Humane Society”. “Ele gostava de brincar e lamber todo mundo.”

Mais quatro anos se passaram  – 7 ao todo – e o cãozinho ainda aguarda ser adotado.

Em um novo ensaio fotográfico, fica visível o quanto Grey está abatido:

Com seu pelo cada vez mais branco por causa da idade, o cão agora mantém expressões faciais bem mais deprimidas.

“É muito difícil chegar no abrigo, dia após dia, vendo os mais bonitos, os mais fofos e os mais novos, entrarem e serem adotados rapidamente”, disse Hunt. “E então você tem os Greys da vida, que estão lá dia após dia.”

Agora, Grey precisa de uma casa que não tenha outros animais de estimação, o que limita seus possíveis adotantes.

“Ele não tem problemas com as pessoas e não é muito agressivo com cães”, disse Hunt. “Ele é capaz de andar ao lado de outros cães. É apenas o contato cara a cara [com outros cães] que desencadeia suas latidas.”

“Embora ele esteja envelhecendo, ele ainda tem muita energia, então se daria muito bem com uma família que quisesse levá-lo para correr frequentemente”, disse a mulher.

Os voluntários do abrigo sabem que Grey seria um ótimo companheiro para qualquer pessoa, mas ninguém ainda nunca deu uma chance a ele. Esperamos de coração que ele seja adotado – nunca é tarde demais para acolher um cachorro!