Quando a chinesa Su Yun trouxe um cachorrinho de estimação para casa, ela ficou espantada com o apetite do bicho: “Uma caixa de frutas e dois baldes de macarrão todos os dias”, contou ela à imprensa local. A estranheza cresceu quando, meses depois, ele mostrou uma inusitada habilidade em andar sobre as duas patas

.

Yan e a família pensavam que o pet era um mastim tibetano – raça famosa pelos cães pesados e de pelagem negra espessa. Popular entre a elite chinesa, o cão é vendido por milhares de dólares.

Quando adulto, ele fica mais ou menos assim:

Mas o filhotinho era na verdade um urso de uma rara espécie da região que é vendida por milhares de dólares no mercado negro. “Quanto mais ele crescia, mas ficava parecido com um urso”

, disse.

Dois anos depois da compra, ele foi identificado como um urso negro asiático de quase cem quilos. “Eu tenho um pouco de medo dos ursos”

, completou.

A família pediu ajuda e o “falso pet” foi transferido para um centro de proteção animal da província de Yunnan no início da semana. Também assustados, os tratadores tiveram que sedá-lo para realizar o transporte.


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado