Exausto e de olhos lacrimejantes. Urso polar aparece em cidade na Sibéria

Um viajante incomum, exausto, de olhos lacrimejantes e faminto. Assim estava um urso polar que se desviou centenas de quilómetros do seu habitat natural no Ártico. O animal caminhou até à grande cidade industrial russa de Norilsk, no norte da Sibéria.

Na segunda-feira, um urso polar entrou na cidade industrial pela primeira vez em 40 anos. Estamos falando de uma fêmea e, tal como descreve o The Siberian Times, estava visivelmente fraca e aparentemente doente.

Oleg Krashevsky, um especialista local em vida selvagem, que viu o urso de perto, disse que o animal também parece ter problemas de visão.

O animal aabou se deitando no chão, onde ficou durante horas, nos subúrbios da cidade, se levantando apenas para farejar comida. As patas, cobertas de lama, denunciam o percurso longo que atravessou para ali chegar.

“Ela ainda está se movendo em torno de uma fábrica, sob observação da polícia e dos serviços de emergência, que estão garantindo a sua segurança e a dos moradores”, disse Alexander Korobkin, funcionário dos serviços ambientais.

Na passada quarta-feira era esperada uma equipe de especialistas que seria responsável por inspecionar o animal e decidir o seu destino.

Segundo Oleg Krashevsky, não é claro o que levou o animal para a cidade, embora não seja descartada a hipótese de este simplesmente se ter perdido.

A Rússia viu um aumento no número de ursos polares procurando alimentos nas aldeias e cidades do país. Esse aumento coincide com o efeito continuado da mudança climática no habitat da espécie. À medida que o gelo de que os ursos polares dependem para caçar e descansar desaparece, mais animais acabam aparecendo em cidades e casas à procura de algo para comer.

Segundo a Reuters, o número de ursos polares que varrem aldeias remotas no norte da Rússia se tornou recentemente tão pronunciado e potencialmente perigoso que um estado de emergência foi declarado.

Moradores de Norilsk acreditam que o urso entrou na cidade depois de sair de seu habitat natural e atravessar a península de Taymyr – uma viagem de aproximadamente 1.300 quilômetros – em busca de comida, relata The Siberian Times .

Desde que chegou em Norilsk, o urso foi visto ao redor da cidade cruzando estradas e procurando algo para comer. Muitos moradores conseguiram chegar perto o suficiente para capturar vídeos e fotos.

De acordo com o The Siberian Times , a polícia local está de olho no animal e está cuidando para que ninguém chegue muito perto do grande urso. As autoridades dizem que estão aguardando uma decisão do governo nacional, sobre como lidar com o animal. O urso polar ou será sedado e retornará ao seu habitat na costa do Ártico, ou será transferido para um zoológico russo.

A escolha provavelmente se resumirá ao estado de saúde do urso e se os especialistas acreditam que o animal pode sobreviver por conta própria na natureza.

Fotógrafo vê um manta rosa raro pelo visor de sua câmera de mergulho
Criança sem pés ganha filhote sem pata: “Esse é meu filhote, ele é igual a mim”
Cachorrinho que não consegue andar se torna amigo de pomba que não consegue voar
Policiais ficam surpresos ao socorrer filhotes de urso abandonados em caixa de papelão
Soldada se reencontra com sua sua cachorrinha depois de 2 anos: ‘Ficou com medo’
Cadelinha que fez de tudo para proteger seus filhotes é resgatada com seus bebês
Cãozinho rebelde ‘foge’ de casa, mas comicamente se arrepende: ‘Tocou a campainha para voltar’
A cadela mais preguiçosa do mundo: ‘Ela só tem uma paixão, não fazer nada’
Gatinho engana a todos ao fazer sua família pensar que não gosta da filha recém-nascida
Gatinha danada ataca sorrateiramente a orelha de seu irmão, mas recebe contra ataque canino
Gatinha persegue cão que interrompeu seu momento de amor com seu amigo
Livraria no Canadá tem gatinhos circulando livremente em seu espaço: ‘Eles são adotados aqui’