Dia da Terra: 4 animais que sumiram da América Latina nos últimos 15 anos | Portal do Animal

Dia da Terra: 4 animais que sumiram da América Latina nos últimos 15 anos

As ações e reações provocadas pelos seres humanos são um dos fatores que mais contribuem para a extinção de outras espécies do planeta.

Com esse fato à mesa, em 1992, a ONU declarou 22 de abril como o Dia Internacional da Mãe Terra e dedicou o ano à “preservação de espécies afetadas pelo impacto ambiental causado por humanos na Terra”.

Naquela edição, diversas ONGs e entidades não-governamentais afirmaram que reforçariam suas ações para proteger os animais sob risco de desaparecerem para sempre.

Infelizmente, para milhares de animais, é tarde demais. Abaixo, listamos quatro espécies que viviam na América Latina e desapareceram por causa das ações do homem. Confira:

A ararinha-azul

Ficou famosa com a premiada animação Rio, lançada em 2011. A ave azul foi declarada extinta de seu habitat natural em  2000, 11 anos antes da estreia do filme.

A espécie que só existia em território tupiniquim foi afetada pelo desmatamento e pela caça para ser vendida como ave exótica por sua beleza peculiar, segundo um estudo de setembro de 2018 da organização Bird Life. A pesquisa afirma que, embora esteja extinta na natureza, entre 60 e 80 ararinhas-azuis sobrevivem em cativeiro.

Em 2016, uma ararinha-azul solta foi vista na zona rural de Curaçá, no extremo norte da Bahia. A origem da ave é um mistério.

A tartaruga gigante de Galápagos

A última tartaruga gigante de Galápagos vivia no Equador. Era conhecida como George Solitário e morreu em 24 de junho de 2012 de velhice, com mais de cem anos de idade! A população da espécie foi diminuindo gradativamente até chegar à extinção por conta da caça desmedida para a venda de sua carne e de seus cascos.

Na época dos piratas, em pleno século 18, descobriu-se que tartarugas podiam sobreviver em navios por muitos meses, sem comida nem água. Os navegadores que frequentavam Galápagos no século seguinte começaram a extrair grandes quantidades de tartarugas vivas e armazená-las nos barcos como fonte de carne fresca em suas longas viagens, segundo Linda J. Cayot, da organização Galapagos Conservancy.

O sapo dourado

O anfíbio foi vítima das mudanças climáticas. Para se reproduzir, era necessário certo nível de umidade, mas a alteração do clima em seu habitat fez com que a espécie se extinguisse. O sapo vivia nos pântanos da floresta nublada em Monteverde, na Costa Rica.

Seu habitat natural, os pântanos, secaram por causa da mudança drástica na temperatura na região, o que impediu a formação da neblina que protegia a espécie, segundo o Centro Científico Tropical da Costa Rica.

O sapo dourado foi visto pela última vez em 1989. Em 2008, foi realizada uma expedição em busca de sobreviventes da espécie, mas nenhum foi encontrado.

Foca-monge-do-caribe

A enorme foca-monge-do-caribe nadava pelas correntes do Golfo do México foi declarada extinta em 2008.

A NOAA (Administração Nacional Atmosférica Oceânica) afirmou que seu desaparecimento se deveu a causas humanas. Essa espécie de foca era caçada pela indústria pesqueira, que vendia sua pele e gordura.


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!

Adaptação por Portal do Animal, escrito por Gabriel Pietro, da matéria originalmente criada por G1.

Estudante se torna ‘mamãe’ de um burrinho que só precisava de carinho
Exausto e de olhos lacrimejantes. Urso polar aparece em cidade na Sibéria
Jovem recebe visita “mágica” de pequena borboleta e comove as redes sociais
4 quadrinhos hilários explicando porque os gatos são melhores que os cachorros
Motorista perde o controlo e derruba 11 postes no interior de SP ao desviar de cachorro
Foto de cachorro abraçando seu amigo em abrigo viraliza e acaba salvando as suas vidas
Cachorro perdido pede ajuda em farmácia e recebe o melhor atendimento que podia imaginar
Cachorro abandonado com cadeirão e TV pensava que seu dono voltaria para pegar ele
Gato se esconde em carro e aparece no velório de dona que morreu em acidente de ônibus
Morreu Grumpy, o gato que inspirou milhões com seus memes na Internet
Gato estraga fones de ouvido, dono reclama, e ele volta com uma cobra como “substitutivo”
Gatinha recém-nascida não para de sorrir após ser resgatado das ruas