Conheça as trágicas situações comuns na vida dos galgos | Portal do Animal

Conheça as trágicas situações comuns na vida dos galgos

Os Galgos são uma raça de cachorros com um carácter muito especial. Eles são nobres, fiéis, carinhosos, sociáveis e adoram crianças. Apesar de suas capacidades espetaculares para a corrida, eles amam cochilar, dormem cerca de 16 a 18 horas diárias. Se possível em um colchão macio, onde eles podem fazer um ninho aconchegante.

Infelizmente são muitos os Galgos que não vivem uma vida pacífica e feliz, da forma que nós gostaríamos. Sua alta velocidade, excelente visão à distância e instinto, tornam esses patudos perfeitos para a caça de lebres. Os criadores de Galgos são conhecidos como “galgueros”. É por norma um grande negócio. Mas a falta de cuidado com os animais, faz com que eles experienciem coisas terríveis.

Os preços dos Galgos podem atingir valores bastante elevados. Como a procura também é muita, a reprodução tem de ser rápida e rentável. Isso resulta em uma enorme reprodução de Galgos, obviamente nascidos e criados em condições desumanas: Espaços lotados, competindo uns com os outros pelo alimento, começando desde logo a fomentar seu espírito competitivo.

Para que os cachorrinhos cacem, é necessário treiná-los. No processo, eles são submetidos a treinamentos duros e muitas vezes os treinados vão além e maltratam-nos. Uma prática comum é acorrentar vários patudos à parte de trás de um carro é fazê-los correr por 20 ou 25 quilômetros. Escusado será dizer que esta prática desumana leva-os à exaustão.

Fraturas, excesso de esforço e outras lesões perigosas

Uma das caraterísticas destes cachorros é a velocidade e para que eles possam chegar ao seu auge, devem ser leves e aerodinâmicos. Seus ossos são frágeis e muitas vezes sofrem fraturas. Quando algo do gênero acontece, eles não são mais úteis para a caça e tornam-se descartáveis.

Durante a caça os Galgos podem perseguir a lebre por vários minutos. Quando terminam, o cansaço é tal que eles chegam a não conseguir ficar em pé.

Quando um Galgo alcança um lebre, ele é considerado um vencedor. É o  orgulho de seu dono e até recebe aplausos. Em contraste, o “perdedor” tem o risco de não ser considerado bom o suficiente para a caça e torna-se assim dispensável!

O “greyhound” é um galgo espanhol. Eles são usados ​​em alguns países anglo-saxões para corridas.

Os Galgos são usados também em corridas, até uma certa idade. Nesse caso, até cerca de 3 anos. Por essa alturas eles começam já a perder a velocidade e já não podem competir. Mas o que acontece com os cachorrinhos com mais de 3 anos? Se perguntar para um “galguero”, é provável que ele não lhe responda.

Ao sair de um desses locais, onde eles nunca foram tratados com respeito, nem carinho, os Galgos vagam na rua à procura de comida entre o lixo. A pouca gordura em seus corpos, faz com que eles sintam mais o frio. Quando um Galgo fica assustado, ele corre sem parar, correndo o risco ainda mais elevado de ser atropelado. A solidão é algo que arrebata o coração dessa raça. A pior época do ano é fevereiro, uma vez que a temporada de caça ocorre por esse mês. São várias as baixas que surgem.

Assassinato a sangue frio

É difícil dizer quando um Galgo é mais feliz, se quando é usado para a caça, ou se quando é deixado em um canil. Em outros momento, eles também são deixados à sua sorte na rua, como já foi dito. Mas é mais comum do que deveria que se faça um extermínio cruel da raça: Pendurá-los ou jogá-los em poços. Embora esse seja um ato punido por lei!

Há pessoas que os ajudam, e você também pode fazê-lo

Como em quase todas as histórias tristes sobre animais que sofrem, a ganância e a crueldade humana está sempre presente. Mas aqui também está presente o lado bom das pessoas: Aqueles que dedicam seu tempo, esforço e recursos para tentar ajudar o maior número de animais possível. Algumas pessoas ajudam com os cuidados médicos, a encontrar casas e famílias adotivas para o resto da vida. Esse é o caso do Galgos ONG SOS, cujo site você pode na melhor das hipóteses ajudar, pagando uma taxa de adesão, oferecendo carinhos ou na melhor das hipóteses, adotando.

 

Estudante se torna ‘mamãe’ de um burrinho que só precisava de carinho
Exausto e de olhos lacrimejantes. Urso polar aparece em cidade na Sibéria
Jovem recebe visita “mágica” de pequena borboleta e comove as redes sociais
4 quadrinhos hilários explicando porque os gatos são melhores que os cachorros
Motorista perde o controlo e derruba 11 postes no interior de SP ao desviar de cachorro
Foto de cachorro abraçando seu amigo em abrigo viraliza e acaba salvando as suas vidas
Cachorro perdido pede ajuda em farmácia e recebe o melhor atendimento que podia imaginar
Cachorro abandonado com cadeirão e TV pensava que seu dono voltaria para pegar ele
Gato se esconde em carro e aparece no velório de dona que morreu em acidente de ônibus
Morreu Grumpy, o gato que inspirou milhões com seus memes na Internet
Gato estraga fones de ouvido, dono reclama, e ele volta com uma cobra como “substitutivo”
Gatinha recém-nascida não para de sorrir após ser resgatado das ruas