Cientistas descobrem que ratos gostam de brincar de esconde-esconde

Como um dos jogos interativos mais populares do mundo, o esconde-esconde é mundialmente famoso. Você já brincou, o pequeno Timmy, que sempre tentou ser furtivo e trapaceiro, brincou. Até os pais conseguem reviver a emoção brincando de esconde-esconde com os filhos! Além de ser genuinamente divertido, há um monte de ciência que mostra como é benéfico para o corpo e a mente em desenvolvimento. De fato, o esconde-esconde é um jogo tão universal que transcende todas as barreiras da linguagem, idade e até espécies.

Como parte de um experimento, cientistas em Berlim ensinaram ratos a brincar de esconde-esconde para entender melhor seu comportamento.

Navegando pelos vídeos de donos brincando com seus ratos no YouTube. Michael Brecht, neurocientista da Universidade Humboldt em Berlim, observou que os animais adoram brincar, incluindo esconde-esconde. Pesquisas anteriores já concluíram que os ratos gostam de jogos barulhentos, mas o esconde-esconde é um jogo complexo, pois possui regras e papéis específicos.

Uma equipe de cientistas se juntaram a Michael para montar um playground fechado de 30 metro quadrados, possuindo pequenos abrigos e caixas transparentes e opacas. Estes serviram como esconderijos para os ratos. Havia também um punhado de esconderijos para a especialista em jogos do experimento, Annika Stefanie Reinhold, pois era ela quem lhes ensinava as regras do esconde-esconde.

Leia Também: “Pensei que estava ficando louco:” Pensionista pega rato limpando propositadamente seu galpão

Para participar do experimento foram selecionados 6 ratos. O jogo começou com um rato sendo colocado em uma caixa com tampa. Assim que Annika se esconde, a caixa é aberta remotamente e o rato salta para procurá-la. Os ratos foram recompensados ​​com tapinhas e cócegas por encontrar o mestre do jogo.

Após alguns rounds no mesmo estilo, eles trocam os papéis, agora Annika procura. Ela agachava ao lado da caixa agora aberta, deixando o rato pular e se esconder em um dos esconderijos preparados.

Os resultados foram expressivos, em apenas duas semanas, cinco em cada seis ratos sabiam brincar de esconde-esconde em um desses dois papéis. Eles seguiram as regras de um rato em busca e outros se escondendo e alternando entre esses papéis depois que o buscador encontrou os que estavam escondidos.

A maioria dos jogos, de que os ratos gostam, não inclui elementos como papéis, regras e estratégia, que, por outro lado, são uma grande parte do esconde-esconde. Isso por si só sugere como o comportamento dos ratos pode ficar realmente complexo. Os testes neurais também identificaram as áreas específicas do cérebro do rato que processam informações como regras de aprendizado.

Aqui estão as imagens da experiência no vídeo abaixo:

Leia Também: Morador de rua pede ajuda às pessoas depois de ter seu rato de estimação roubado


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!

Todos os dias, filhote de cervo espera cachorro na floresta para brincarem juntos
Esquilo ‘mafioso’ negocia nozes com vendedor em troca de sua ‘proteção’
Cachorrinha foge de casa para dar um ‘rolê’ com cervo na floresta
Baleia é encontrada morta em praia com mais de 100 kg de plástico em seu estômago
Pit bull recebe linda serenata do seu pai: ‘Ela estava adorando cada minuto’
Todos os dias, filhote de cervo espera cachorro na floresta para brincarem juntos
Cadelinha cuida de um galho por 5 anos como se ele fosse seu próprio filho
Cachorrinha recebe mais de 30 pedidos de adoção após salvar 5 gatinhos do frio
Cachorrinha recebe mais de 30 pedidos de adoção após salvar 5 gatinhos do frio
Voluntário transforma caixas térmicas descartadas em casinhas para gatos de rua
Caminhoneiro chora ao rever seu gato, após 2 meses separados: ‘Foi um milagre de Natal’
Menina não consegue sustentar gata e é forçada a deixá-la na rua com bilhete: ‘Adeus, Violet’