Cavalo caminha sozinho por vizinhança todos os dias há 14 anos e recebe carinho de moradores

É uma cena bastante comum ver cães e gatos vagueando pelas ruas, mesmos aqueles que tenham um lar. No entanto, em Frankfurt, na Alemanha, a vizinhança de Fechenheim tem se acostumado a um tipo diferente de animal vagueador: uma égua árabe chamada Jenny.

A sociável égua branca passeia preguiçosamente pelas ruas da cidade todas as manhãs, na mesma rota, sem nenhuma pessoa a conduzindo adiante. Para aqueles que não estão familiarizados com o animal, ela tem um bilhete grudado em seu pescoço que diz: “Chamo-me Jenny, não sou uma fugitiva, apenas estou dando um passeio. Obrigado.”

Jenny tem feito este passeio sozinha todos os dias há 14 anos, porque seu dono, Werner Weischedel, de 79 anos, não pode mais montá-la. Todas as manhãs o idoso abre os portões e ela caminha pelas ruas que eles costumavam andar juntos.

Jenny, uma égua árabe, tem andado sozinha pelas ruas de Frankfurt, na Alemanha, há 14 anos

Antes de Jenny se tornar uma viajante solitária, ela fazia parte de uma “caravana”. Werner, seu dono, disse em uma entrevista recentemente : “Nós costumávamos ter uma segunda égua, Charlie. Fazíamos uma caravana branca por Fechenheim. Foram 15 anos de caminhadas”. O “nós” a que se refere é ele e sua esposa, Anna, que falecera há algum tempo.

Jenny faz a mesma rota pela cidade oito vezes ao dia antes de retornar para casa pra almoçar – pontual, como um relógio biológico.

Os vizinhos adoram ver Jenny e apesar das preocupações de alguns pedestres, a porta-voz da polícia Isabell Neumann disse à agência de notícias alemã DPA que ela não apresenta nenhum perigo.

Isabell trabalha para garantir que Jenny e os cidadãos estejam sempre em segurança, convivendo harmonicamente. Em outra entrevista, ela comenta: “A polícia está sempre ciente da situação, sabendo onde Jenny está a todo tempo.”

Jenny tem amigos e guardiões em todos os lugares, até na estação de bonde. O motorista se familiarizou com a égua e recebe visitas dela toda semana.

Alguns usuários nas redes sociais criticaram a liberdade de Jenny, chamando-a de “negligente” em relação aos outros pedestres da cidade. No entanto, sua veterinária Maren Hellige disse que a égua “está sempre muito relaxada e pacífica”.

Segundo a polícia, não houve incidências em todos os seus 14 anos de caminhada.


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!

Tradução e adaptação por Portal do Animal, da matéria originalmente criada por Bored Panda.

Caminhoneiro interrompe o trânsito na estrada para salvar uma corça
Esquilo preso em trilhos “pede ajuda” a humano para escapar
Soldado canadense resgata e adota chimpanzé que vivia em área de guerra do Iraque
Urso decide que o armário de uma casa é um bom lugar para tirar um cochilo
Veja o incrível laço de afeto entre este recém-nascido e seu cachorro
Cachorrinha rouba a câmera de seu dono e faz filme no quintal
Guarda de segurança quebra regras para ajudar cachorros em situação de rua
Idosa de 89 anos tricota mais de 450 cobertores para cães de abrigo
Homem com deficiência salta de cadeira de rodas e se arrasta para salvar gatinho em perigo
Gato se esconde em carro e aparece no velório de dona que morreu em acidente de ônibus
Morreu Grumpy, o gato que inspirou milhões com seus memes na Internet
Gato estraga fones de ouvido, dono reclama, e ele volta com uma cobra como “substitutivo”