Impossível conter as lágrimas.

Wagner Figueiredo de Lima, 34 anos, e Sereno, seu fiel amigo cavalo, passaram dias maravilhosos correndo a toda velocidade. Eles eram parceiros inseparáveis! Até um dia fatal, no qual o jovem Wagner teve um acidente de carro, ficando gravemente ferido e não conseguiu sobreviver.

Eles moravam na Paraíba, Brasil, e todos lamentaram a morte de Wagner, especialmente seu amado cavalo.

Família e amigos se reuniram para se despedir do jovem antes do enterro e, como Sereno o amava tanto, Wando, o irmão de Wagner

, achou que o cavalo também gostaria de estar naquele momento importante.

Mas ninguém podia imaginar o que aconteceria quando o cavalo chegasse.

Quando o carro que levava o corpo de Wagner chegou, Sereno se aproximou dele, como se realmente s oubesse que era o último adeus a seu amigo humano

. Ele começou a cheirar e circundar o veículo até que ele começou a relinchar uma e outra vez.

Todos aqueles que testemunharam a cena foram movidos pela reação do cavalo ao seu dono.

Então ele se encostou no caixão e se esfregou. Todos estavam convencidos de que ele estava triste porque sabia que não veria mais Wagner.

Sereno se juntou ao grupo de pessoas e caminhou junto até o cemitério para se despedir dele. Durante toda a jornada, o cavalo relinchou sem parar.

Não podemos ter certeza das expressões dos animais, mas a de Sereno era claramente de dor.

Felizmente, Sereno não terá que lidar apenas com a dor. Wando cuidou dele e fez dele parte de sua família. Sereno continuará a viver em uma casa cheia de amor com um mestre que cuida dele, o ama e o protege.


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado

Adaptação por Portal do Animal, da matéria da Upsocl, originalmente criada por Diário do Sertão