Roger é um cãozinho cuja missão de vida sempre foi estar o mais aconchegante e fofinho quanto possível.

“[Ele] adora estar quentinho e aconchegado em casa”, disse Autumn Nelson, a mãe de Roger, ao portal The Dodo. “Meu garoto realmente gosta de subir e colocar uma pata em cada um de nossos ombros para dar o que chamamos de ‘abraços de rosto’. Ele adora brincar e aconchegar nossos gatos também. ”

Leia também: Menino de 10 anos se oferece pra ser babá de cãozinho golden retriever: ‘Posso passear com ele’

Em sua busca por lugares aconchegantes, a atividade favorita de Roger sempre foi ficar ‘enterrado’ por roupas e cobertores da dona. Ultimamente, seu lugar favorito para isso tem sido nas mangas dos suéteres de sua mãe, o que acabou sendo um pouco inconveniente.

“Ele fez isso pela primeira vez há algumas semanas… Eu o ouvi choramingar lá em cima quando o chamei para sair e o encontrei preso em meu suéter”, disse Autumn. “É claro que ri para sempre e decidi que precisava documentar antes de tirá-lo de lá! Ele apenas olhou para mim e tinha uma mistura de constrangimento e vergonha. ”

O pobre Roger parecia tão engraçado espremido dentro do suéter da mãe, como o burrito de cachorro mais fofo que já existiu. Claro, ele não achou tão engraçado, embora fosse muito aconchegante.

A mãe do cãozinho esperava que ele tivesse aprendido a lição depois disso – mas, em vez disso, ele ficou preso nas mangas de seus suéteres mais duas vezes.

“Todas as vezes que o encontrei, foi porque ele finalmente decidiu sair, mas não conseguiu, então choramingou”, disse Autumn. “Eu iria ao meu quarto para encontrá-lo novamente em outro suéter.”

Desde 2013, ao longo de sete anos desde que Roger se juntou à família, ele nunca tentou se enterrar nos suéteres da mãe antes, e ninguém consegue entender por que ele ficou fascinado por isso de repente. Suas aventuras nunca o levaram a ficar tão preso antes. Já que ele sempre volta para as mangas do suéter, deve haver algo nelas que é tão irresistivelmente aconchegante.

Leia também: Bombeira resgata 18 cachorrinhos severamente desnutridos e com vermes em Porto Velho (RO)

Sua família gostaria de poder simplesmente deixá-lo ficar preso, mas é claro que não podem.

“Ele tem vestido minhas roupas encontradas no cesto pra lavar, além de cobertores”, disse Autumn.

“Ele de alguma forma se envolve nelas como um burrito, mas ele nunca fez a coisa do suéter até a outra semana. Agora temos que esconder nosso cesto de roupa suja no armário”, concluiu a dona.