Quando uma equipe de voluntários de uma ONG que provê assistência a animais doentes e vulneráveis recebeu uma solicitação de ajuda para um cachorro com uma doença terminal, eles não hesitaram em atender o chamado. No entanto, ficaram chocados com o que descobriram.

O cãozinho Lazarus ficou preso dentro de um estábulo por seis anos. O acúmulo de sujeira e fezes impediam a abertura da porta por parte dos voluntários, que tiveram que forçar a entrada e limpar a área com uma pá.

Leia também: Gatinho chega em casa com bilhete na coleira após aventura na vizinhança: “Ganhou nova amizade”

Uma vez lá dentro, eles puderam constatar a condição horrível a qual o cachorro se encontrava. A pelagem de Lazarus estava enorme e coberta de sujeira – tão grande que dificultava a locomoção do animal.

De acordo com o portal I Love My Dog, Lazarus foi imediatamente levado para um pet shop, onde foi tosado e recebeu um bom banho. No início, o cãozinho hesitou em deixar que os treinadores raspassem seu pelo. No entanto, ele percebeu o alívio que isso traria.

Leia também: Homem de bom coração adota cadelinha pit bull traumatizada que foi rejeitada por duas famílias

Ao todo, 15 quilos de pelo foram removidos e foi como se Lázaro fosse um novo animal. Infelizmente, o cachorro estava tendo problemas para processar mentalmente que estava livre.

Jessica Kincheloe, a tratadora que resgatou Lazarus, explicou que ele não confiava em ninguém.

Os voluntários então lhe ofereceram guloseimas e ele foi se abrindo aos poucos. O cãozinho logo ficou tranquilo com relação ao toque humano, mas estava claro que ele não estava familiarizado com isso. Havia anos que Lazarus não era acariciado.

Nos dias seguintes, ele foi acolhido pelo Big Fluffy Dog Rescue, abrigo onde foi bem cuidado até que estivesse pronto para ser adotado. Inicialmente, Lazarus não conseguia nem andar, mas com o cuidado e treinamento certos, se recuperou bem dos traumas físicos e psicológicos que o infligiam.

Depois de alguns meses no abrigo, Lazarus foi acolhido por uma nova família. Em seu novo lar, comemorou o oitavo ano de vida ao lado de seus novos donos. Os dias sombrios de abandono e solidão ficaram para trás!

Saiba mais assistindo ao vídeo abaixo: