Cãozinho golden retriever se agarra a ursinho de pelúcia após ser abandonado por sua família

ANÚNCIO
ANÚNCIO

A fotografia que mostra um cãozinho da raça golden retriever se agarrando tristemente ao seu ursinho de pelúcia após ter sido abandonado pela própria família causou comoção e viralizou entre os internautas mexicanos recentemente.

ANÚNCIO

O ursinho em questão é o último objeto e memória do animal sobre sua antiga vida – e seus antigos donos.

A imagem foi veiculada pela primeira vez na página do portal ‘Zoorprendente’, onde rapidamente se tornou viral, com mais de 100 mil reações e compartilhamentos em poucos dias.

ANÚNCIO

Leia também: Advogada denuncia ‘acumuladora’ que tem mantido 30 gatos e 9 cachorros em cativeiro

Milhares de internautas classificaram a atitude de abandono como ‘implacável’ e ‘cruel’. Afinal de contas, quem é maldoso ao ponto de abandonar um ser inocente com tamanha frieza?

Na foto, além de segurar seu bichinho de pelúcia, o cãozinho é visto silenciosamente sentado em um banco de madeira enquanto o carro de sua família parte para um endereço desconhecido sem sua presença, o que implica que ele aceitou sua realidade e que deve “respeitar” seu destino.

ANÚNCIO

Leia também: Pit bull encontrado em lixão a céu aberto abraça homem que o resgatou: ‘Ficou muito agradecido’

Após a publicação viral no Facebook, inúmeras organizações se manifestaram e solicitaram informações sobre a imagem para iniciar uma investigação. Porém, alguns usuários acreditam se tratar de uma imagem-anúncio para conscientizar sobre os abusos sofridos pelos animais cotidianamente.

ANÚNCIO

“Os animais de estimação devem ser felizes” , “Espero que os infelizes paguem por seus atos” , “Tudo o que se faz nesta vida é pago posteriormente”, “ Nunca devemos pontapear os nossos cães” , “Eles sentem quando são traídos” , foram os comentários que mais se destacaram na postagem original.

No Brasil, o ato de abandono, maus-tratos, violência ou negligência contra os animais é passível não apenas de multa, mas também prisão.