Cadelinha que vivia em pneu não conseguiu parar de sorrir assim que viu seus salvadores

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Ela estava coberta de sarna e não tinha nada além de um pneu velho como lar, mas ela sempre achava um motivo, por muito pequeno se fosse, para sorrir.

ANÚNCIO

Alguns trabalhadores de um armazém perto de Memphis, Tennessee, viram o cachorrinha se escondendo perto do armazém durante alguns dias e começaram a deixar comida para ela. A pequena era muito tímida para deixá-los chegar perto o suficiente para pegar nela, mas ela sempre sorriu para eles da parte de dentro do seu pneu. Foi aí que eles decidiram tirar essa foto dela e a colocar online para ver se alguém poderia ajudar.

Michelle Quina, coordenadora da Fundação Streetdog, foi para o local imediatamente depois de ver a publicação e tentar encontrar o cãozinho. A rua próxima ao local onde a cachorrinha se encontrava, estava sempre muito ocupada com caminhões do armazem, então Quina sabia perfeitamente que o filhote poderia estar em perigo se ela se assustasse e corresse para a estrada.

ANÚNCIO

“Nós chegamos e ela estava enrolada do lado da estrada em um pequeno cobertor rosa”, disse Quina. “Ela era só uma pequenina menina. Fomos buscá-la e ela correu de volta para os pneus e se escondeu lá dentro, mas de lá, conseguimos finalmente pegá-la.

A equipe de resgate lhe deu o nome de Panamá depois de verem o nome da rua em que ela foi encontrada. Se seu sorriso óbvio era algum tipo de indicador, ela demonstrava estar mais do que feliz em estar segura.

ANÚNCIO

Quina levou a Panamá ao veterinário para um check-up, onde foi diagnosticada com sarna demodex e vermes. Apesar da sua sarna ser muito avançada, não era contagiosa, então Quina a levou para casa para começar sua recuperação. Até agora, ela adora brincar com os cachorros de Quina e conhecer cada nova pessoa que vem visitá-la.

“Ela ainda se coça muito e está perdendo cada vez mais pelo, mas não se deixa abalar por isso”, disse Quina. “Ela é a cadela mais despreocupada de todos os tempos. Ela ama brincar com outros cães, gatos, pessoas, brinquedos… Ela é realmente uma boa cadela. ”

ANÚNCIO

Embora ela tenha apenas 14 semanas de vida, Panamá já conhece alguns truques e mostra uma enorme aptidão para aprender rapidamente. Para Quina, essa é uma grande indicação de que ela já foi o animal de estimação de alguém.

“Em algum momento, ela ficou com sarna e os donos simplesmente acharam que ela não valia a pena”, disse Quina. “E eles não poderiam ter escolhido um lugar pior para deixá-la. É uma área muito industrial e as estradas são muito movimentadas. ”

Para limpar a pele, Panamá vai ao veterinário a cada dois dias para um banho medicamentoso.

Ela também está usando macacões de cores bem vivas para garantir que não continue coçando suas costas sensíveis.

“Ela já tem sete roupas diferentes”, disse Quina.

Depois de a pele de Panamá ficar completamente curada, o que irá levar alguns meses até cicatrizar completamente, ela estará disponível para adoção, mas desde que a família possa acompanhar seus medicamentos regulares e idas aos veterinários.

Até então, ela está aprendendo o quão divertido é ser um cachorrinho – e mostra aquele sorriso adorável a cada chance que tem.

“Ela tem muita personalidade para uma menina tão pequena”, disse Quina. “Ela não terá problemas em encontrar a casa perfeita.”


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado

Tradução e adaptação: Portal do Animal / Fonte: The Dodo