Cadelinha que venceu doença grave comemora agora um ano de muita saúde do lado da dona

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Eles podem fazer a bagunça que for, mas continuarão sendo muito amados e paparicados por nós. Às vezes ainda achamos graça (e até fofo!) quando nossos cães aprontam alguma confusão em casa.

ANÚNCIO

É o caso da fotógrafa Nina Dornelas, de São José do Rio Preto (SP), que ama tanto sua cachorrinha Dévil que se diverte com as bagunças que ela apronta no dia a dia.

Leia também: Dona faz relato poderoso sobre porque precisa colocar a focinheira em seu cachorro

ANÚNCIO

“Essa semana ela pegou do varal uma calça e uma blusa, e comeu os porta-copos”, relembra Nina.

A verdade é que não importa o que Dévil está fazendo, desde que ela esteja feliz. “Ela já subiu no capô do carro e comeu o limpador de para-brisas, corre com sapato e meia na boca na minha cara, eu falo pra ir pra fora e ela corre descontrolada dentro de casa”, diz a fotógrafa.

Nada disso importa, porque recentemente a cachorrinha comemorou um ano da cura de uma cinomose e um ano de uma cirurgia bem-sucedida no olho que salvou sua visão.

ANÚNCIO

A cinomose canina é uma doença infectocontagiosa que afeta cães causada por um vírus. Ela é altamente contagiosa e costuma acometer cães que ainda não terminaram o esquema vacinal (filhotes) ou que não costumam receber o reforço anual da vacina múltipla. Seus principais sintomas são apatia, perda de apetite, diarreia, vômito, febre, convulsões e até paralisias.

Superar a doença foi algo muito importante e comemorado pela família.

ANÚNCIO

Agora, Dévil merece ser feliz. Para Nina, não importa como. “Ela é terrível, desde o primeiro dia em casa, e é assim que quero ver ela pra sempre, minha terrível, descontrolada, doidinha, mendiguinha descabelada, pelim de arame”, brincou a tutora.