ANÚNCIO

Recentemente, outro caso de maus-tratos contra os animais chocou a população de Santarém, no oeste do Pará. Uma cadela abandonada da raça pit bull foi encontrada por uma associação de resgate animal local no dia 5 de janeiro em péssimas condições de saúde.

Batizada de Vitória por voluntários, ela estava com o corpo coberto de pulgas – tantas que mal conseguia andar. Em seu ouvido também estavam alojadas diversas colônias de larvas de insetos.

ANÚNCIO

Leia também: Motorista salva cadelinha chow chow de ser eletrocutada em trilhos de metrô na Inglaterra

Os voluntários da ONG Lar do Amor que a resgatou acreditam que, provavelmente, ela devia estar sendo usada como ‘cadela matriz’ em um criadouro de animais dessa raça.

ANÚNCIO

No momento, a cachorrinha está recebendo tratamento e se recuperando em uma clínica veterinária.

De acordo com testemunhas locais, no momento do abandono ela foi jogada para fora de um carro no bairro de Ipanema.

ANÚNCIO

Não foi possível anotar a placa do veículo, nem se sabe a identidade das pessoas que abandonaram a Vitória, por esse motivo não foi possível formalizar a denúncia de maus-tratos.

“Infelizmente quanto a pessoa que a abandonou, não temos nenhuma informação a respeito. Pois se tivéssemos conhecimento, com certeza teríamos tomado todas as providências judiciais”, disse Kiane Marialva, voluntária da Lar do Amor.

Além da Vitória, a associação recebeu dias depois outra denúncia de abandono de Pitbull na mesma cidade, Santarém. Acredita-se que os dois casos estejam ligados.

Vitória está à procura de uma família permanente que a ame. Para ter o direito de adotá-la, o candidato passa por um processo que inclui entrevistas, visitas ao animal e acompanhamento para certificar que os novos donos estão cuidando do animal da forma que ele merece.

“Esperamos encontrar um lar onde ela possa ser tratada com todo amor e cuidados que todo ser vivo deve ter”, completou Kiane.

Leia também: Homem exclui os filhos de testamento e deixa metade de sua fortuna para cãozinho de estimação


Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!

Você pode gostar: