Cadelinha debilitada é resgatada das ruas, consegue se recuperar e 6 meses depois é adotada

ANÚNCIO
ANÚNCIO

Quem vê a cadelinha Pandora hoje, nem imagina o quanto ela sofreu enquanto vivia em situação de rua, desabrigada nas ruas de São Paulo (SP).

ANÚNCIO

Resgatada por voluntários do Instituto Luisa Mell, ONG de amparo animal, a cachorra passou por um incrível processo de recuperação até ser considerada apta para adoção.

À época do resgate, Pandora estava muito debilitada: pelos embolorados, infestação de carrapatos e infecção de pele na região do rosto.

ANÚNCIO

Leia também: Família muda de casa e deixa cadelinha pit bull para trás: ‘Precisa de um novo lar urgente’

O processo de recuperação dela foi delicado, levando meses para a cadelinha recuperar o peso, vencer as doenças que acometeram seu corpo e sobretudo, recuperar a antiga pelagem que possuía.

Enquanto vivia nas dependências do Instituto Luisa Mell, Pandora se chamava Kriptonita – o novo nome só foi dado após sua adoção, que aconteceu 6 meses após o resgate das ruas.

ANÚNCIO

Leia também: Gatinho resgatado sem orelhas vira xodó de abrigo graças a seu jeitinho fofo e amigável

“Não poderíamos estar mais felizes com o que ela se tornou hoje. Esperamos que sua família continue tratando ela com todo o amor e respeito que ela merece! 🥰”, escreveu o instituto em um post compartilhado no Instagram.

ANÚNCIO

“São tantos sozinhos, perdidos por aí… Que bom que que essa encontrou um lar 🙏”, escreveu @quequeloliveiraalves na seção de comentários do post.

“Tadinha, quanto sofreu… Tão pequena e indefesa… Obrigada @institutoluisamell 🙏🏻 Parabéns pelo resgate e trabalho lindo incansável 👏🏼👏🏼👏🏼👏🏼❤️🙌🏻”, disse elisabethabduch.

“O amor, transforma 👏😍❤️🙏”, brincou @sandramaracampos2014. “Amo ver umas imagens dessas😍 vocês são maravilhosos”, disse @mirellifabiana. “Olha o estado dos animais que ela resgata e o excelente trabalho de toda sua equipe, literalmente operam milagres”, completou @andreacoimbramuotri.

Confira o post na íntegra: